Mundo

COTEC distingue portugueses na diáspora

Acácio Vieira [Moçambique] e Isidro Fartaria [França] foram os dois emigrantes portugueses distinguidos pelo seu espírito empreendedor pela COTEC Portugal - Associação Empresarial para a Inovação. Oitenta e um candidatos dos quatro cantos do mundo co
Versão para impressão
Acácio Vieira [Moçambique] e Isidro Fartaria [França] foram os dois emigrantes portugueses distinguidos pelo seu espírito empreendedor pela COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação. Oitenta e um candidatos dos quatro cantos do mundo concorreram à 3ª edição do prémio.

Os prémios foram entregues dia 09 de junho pelo Presidente da República num encontro que procurou fazer a ligação entre os vários candidatos oriundos dos mais diferentes pontos do globo e também promover o encontro destes com as empresas associadas da Rede de PME da COTEC Portugal.

“Portugal é claramente a sua Diáspora. São 5 milhões de embaixadores portugueses no mundo”, observou Filipe de Botton, Presidente do júri, saudando os 81 candidatos à 3.ª edição do Prémio Diáspora.

Ao receber a distinção, Isidro Fartaria salientou que este prémio tem uma grande importância para todos os portugueses no estrangeiro. O vencedor aproveitou a ocasião para deixar uma mensagem de esperança: “Portugal, como França e Espanha, tem dificuldades mas o trabalho vai fazer que saiamos desta crise, como já saímos de outras”.

No discurso de encerramento do Encontro, o Presidente da República, Cavaco Silva, sublinhou que o sucesso destes empreendedores é uma mais-valia de extrema importância para Portugal.

“Ao reconhecer a existência de uma comunidade empresarial de sucesso na diáspora, os empresários nacionais poderão aí encontrar parceiros de confiança, profundos conhecedores das realidades dos novos mercados-alvo que ambicionam conquistar”, salientou o chefe de Estado.

O Presidente da República apelou ainda ao envolvimento de todos os portugueses no crescimento económico sustentável: “À semelhança dos navegadores de outrora, temos de ser capazes de ousar ultrapassar as barreiras mentais que nos atemorizam perante o risco e a incerteza”.

Na cerimónia estiveram presentes 39 candidatos ao Prémio, representativos dos inúmeros casos de sucesso de portugueses e luso-descendentes a viver fora de Portugal, que discutiram ´O papel da Diáspora na internacionalização` e o ´Empreendedorismo Social`. Este ano decorreram também encontros one to one entre os participantes do evento.

Os empreendedores:

–  Isidro Fartaria (55 anos), imigrante em França desde os sete anos, começou a sua relação com a construção civil a trabalhar por todo o país com o certificado profissional de canalizador. Passando por diferentes áreas ao longo do seu percurso profissional, estabeleceu-se por conta própria em 1981 criando a Labo Centre France, que atualmente emprega, só em França, mais de 550 funcionários. A empresa de produtos químicos para a construção civil pertence hoje ao grupo Titel Holding, que conta com 11 empresas associadas. Em 1994 criou a Labo Portugal.

–  Acácio Vieira (36 anos) é o fundador e director-geral da “Healing Wings”, uma ONG criada em 2000, e desenvolve as suas actividades em Moçambique e na África do Sul. O empreendedor organizou grupos de cidadãos para ajudar a aliviar os problemas causados pelas cheias que assolaram Moçambique em 1999 e 2000. O contacto com o povo moçambicano das áreas rurais veio a revelar uma realidade caracterizada pela pobreza extrema. Dessa experiência resultou o surgimento da ONG “Asas que curam”, dedicada principalmente a atividades de desenvolvimento comunitário.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório