Desporto

Colega adota irmã deficiente após morte de Morosini

O futebolista italiano Antonio Di Natale anunciou que vai cuidar da irmã deficiente do colega e amigo Piermario Morosini, que morreu em campo no passado sábado.
Versão para impressão
O futebolista italiano Antonio Di Natale anunciou, esta segunda-feira, que vai assumir a custódia legal da irmã deficiente de Piermario Morosini, jogador do Livorno que morreu no passado sábado quando disputava uma partida da segunda divisão italiana, vítima de uma paragem cardíaca.
 
Piermario e Maria Carla superaram juntos a morte dos pais, em 2001 e 2003, e o falecimento, pouco depois, de outro irmão, Francesco, também portador de deficiência. Agora, com a morte de Morosini, Di Natale, avançado e capitão da Udinese que foi amigo pessoal e companheiro do futebolista durante sete temporadas, pretende assegurar que Maria Carla não ficará abandonada. 
 
A jovem, que sofre de deficiência mental, vive numa clínica médica especializada em Bérgamo, no norte da Itália, para que possam ser-lhe dados os cuidados de que necessita. “É essencial ficar ao lado da irmã de Piermario pelo resto da vida dela. Ela precisa de nós e nós queremos ajudar, por ela e por ele”, afirmou Di Natale em declarações à televisão oficial da Udinese.
 
O avançado de 34 anos acrescentou que sabe o que é perder um ente querido e, por isso, não poderia deixar de dar o seu apoio a Maria Carla. “Perdi o meu pai há quatro anos e sei como é passar por isso. O Piermario foi um companheiro excecional, cheio de vida. Apesar de todos os problemas que tinha, estava sempre à disposição da equipa. Ver pela televisão o que lhe aconteceu foi um choque”, confessou.
 
A Udinese, clube que possuía os direitos federativos de Morosini, e o Atlanta, onde o jovem iniciou a carreira como futebolista, já fizeram saber que vão encarregar-se das despesas médicas da sua irmã de forma vitalícia, tendo sido inclusive criada uma conta bancária para recolha de donativos.
 
Entretanto, segundo informações avançadas pela Gazzetta dello Sport, o presidente do Livorno, ao serviço do qual Morosini faleceu, está a considerar a possibilidade de atribuir a Maria Carla uma pensão anual e a Federação Italiana de Futebol está, igualmente, a estudar uma forma de a apoiar. 

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório