Cultura

Cinema português premiado no Festival de Locarno

NULL
Versão para impressão
Dois portugueses foram distinguidos no festival de cinema de Locarno, na Suíça. Gonçalo Tocha foi premiado pelo documentário “É na Terra não É na Lua” e Gabriel Abrantes pelo filme “Liberdade”.

Foram cinco os portugueses a representar o seu país no festival de Locarno. Dois deles, Gonçalo Tocha e Gabriel Abrantes, foram este sábado distinguidos pelo júri, presidido por Paulo Branco, produtor de cinema português.

Gonçalo Tocha recebeu a Menção Especial do Júri da Competição Cineastas do Presente por “É na Terra não É na Lua”, um documentário sobre a ilha do Corvo, nos Açores. O filme foi exibido no dia 12, na secção “Concorso Cineasti del Presente”, dedicada à descoberta do novo jovem cinema.

Gabriel Abrantes, juntamente com o norte-americano Benjamin Crotty, foi distinguido por “Liberdade”, na secção “Leopardos do Futuro”. O realizador português tinha sido já premiado nesta secção, em 2010, com “A History of Mutual Respect”.

O Festival Internacional de Cinema de Locarno ocorre todos os anos na
cidade de Locarno, na Suíça, desde 1946. O principal prémio é o Leopardo de Ouro, atribuído à categoria de Melhor Filme.

Este ano, foi a produção suíço-argentina “Abrir puertas y ventanas”, de Milagros Mumenthaler, que venceu o Leopardo de Ouro.

Clique AQUI para aceder à informação do Boas Notícias sobre o festival

[Notícia sugerida por Teresa Teixeira

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório