Saúde

China: Coração em 3D ajuda a salvar vida de bebé

Graças à tecnologia de impressão 3D, na China, foi possível realizar uma cirurgia bem-sucedida a um bébé com cardiopatia congénita, uma doença caracterizada por anomalias na estrutura ou funcionamento do coração.
Versão para impressão
Graças à tecnologia de impressão 3D, na China, foi possível realizar uma cirurgia bem-sucedida a um bebé de apenas 9 meses, com cardiopatia congénita, que tinha poucas probabilidades de sobreviver. 

A cirurgia aconteceu no dia 11 de Março e decorreu na província de Jilin, no nordeste da China. O bébé, um rapaz de 9 meses que pesa 5,6 quilos, já se encontra em recuperação.

O bebé começou a sofrer de falta de ar pouco depois de nascer. Foi nessa altura que lhe foi diagnosticada cardiopatia congénita.

O bebé sofria de uma drenagem venosa pulmonar anómala, também conhecida por DVPA, uma rara anomalia que, no caso do bébé, deu origem a quatro veias pulmonares mal posicionadas. Uma complicação que fez com que o sangue fluísse pelos canais superiores do coração.

Por ser tão pequeno e jovem, planear a cirurgia revelou-se uma tarefa complicada. “A doença era muito rara e complexa”, explica Zhang Xuequin, cirurgião do bébé e director do centro pediátrico de cirurgia cardíaca do Hospital do Povo de Jilin, citado pela agência Xinhua.

O tempo para agir também se revelou muito limitado e se o tratamento tivesse sido adiado as probabilidades do bebé não conseguir completar um ano de vida seriam de 80%.

Para conseguir atuar com sucesso, a equipa médica produziu uma réplica perfeita do coração do bebé em 3D. “Com o modelo fomos capazes de saber precisamente onde e como devíamos cortar, e qual deveria ser o tamanho da incisão”, continua o cirurgião. “E com um plano tão detalhado gastámos apenas metade do tempo expectável para completar a cirurgia”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório