Ciência

Céu dos Açores ‘brilha’ no site da NASA

O "espetacular" céu noturno dos Açores, registado a partir da ilha do Pico, foi a "Imagem do Dia" da NASA, nesta terça-feira. A fotografia, registada pelo astrofotógrafo Miguel Claro, revela um fenómeno atmosférico raro.
Versão para impressão
O “espetacular” céu noturno dos Açores, registado a partir da ilha do Pico, foi a “Imagem Astronómica do Dia” da NASA, nesta terça-feira. A fotografia, registada pelo astrofotógrafo Miguel Claro, revela um fenómeno atmosférico raro.
 
“Fiz esta imagem durante a minha última expedição fotográfica ao Pico onde captei um fenómeno raro enquanto fotografava durante a noite a Via Láctea, sobre a ilha do Faial, nos Açores”, conta Miguel Claro, através de email, ao Boas Notícias.
 
Na imagem é possível ver uma espécie de arco-íris de Airglow (ou seja, luminescência fotoquímica) em ondas gravíticas da atmosfera captadas acima do Pico. 

See Explanation.Moving the cursor over the image will bring up an annotated version.Clicking on the image will bring up the highest resolution versionavailable.


Clique AQUI para ver a imagem em alta resolução.

A imagem suscitou o interesse dos cientistas e esteve na terça-feira, dia 22, publicada no site Astronomy Picture of the Day (APOD), gerido pela NASA e que é o site mais importante do mundo relacionado com astrofotografia, sob o título “Rainbow Airglow over the Azores”.

Na página, a NASA fala num “céu espetacular” e deixa uma breve explicação para o fenómeno que deu origem a este impressionante arco-íris. Clicando em cima da fotografia, é ainda possível ler uma legenda das diversas constelações visíveis. 

 
Fenómeno registado suscita interesse internacional
 
Além da imagem ter sido publicada no APOD, alguns cientistas especialistas em Airglow e Ondas Gravíticas na Atmosfera têm estado em contacto com Miguel Claro para tentar compreender melhor o comportamento destes eventos. 

Esses especialistas “estão a colaborar comigo na elaboração de um artigo onde explico detalhadamente o fenómeno com as imagens que me enviaram do satélite do NOAA e NASA”. 

O artigo está ainda em atualização “visto que estão a ser recolhidos vários dados de outros satélites que ainda poderão acrescentar mais um ou outro detalhe importante na análise deste evento”. 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório