Saúde

Canela ajuda a combater a diabetes tipo 2

A canela pode, afinal, ter outras utilidades além de adoçar os pastéis de Belém ou decorar o arroz doce. Um grupo de investigadores norte-americanos acaba de descobrir que esta especiaria traz benefícios contra a diabetes tipo 2
Versão para impressão
A canela pode, afinal, ter outras utilidades além de adoçar os pastéis de nata ou decorar o arroz doce. Um grupo de investigadores norte-americanos acaba de descobrir que esta especiaria traz benefícios à saúde dos doentes com diabetes tipo 2, ajudando a reduzir os níveis de glicose no sangue e protegendo o coração. 
 
Os especialistas da Western University of Health Sciences, na Califórnia, analisaram dados recolhidos através de 10 ensaios clínicos aleatórios que envolveram 543 pacientes com diabetes tipo 2 e que compararam indivíduos que, diariamente, tomavam um sumplemento de canela (em doses que variavam entre os 120 mg e os 6g por dia) ao longo de quatro a 18 semanas, com doentes que não o faziam. 
 
Olivia Phung, uma das investigadoras envolvidas no estudo publicado este mês na revista científica The Annals of Family Medicine, e os seus colegas, concluíram que os suplementos de canela reduziam os níveis de glicose no sangue, o colesterol geral, o colesterol “LDL” (também conhecido como “mau colesterol”) e os níveis de triglicéridos, ao passo que, por outro lado, aumentavam o “bom colesterol” (o colesterol HDL). 
 
A forma mais popular do suplemento utilizada no ensaio clínico, que foi ingerida em seis dos 10 ensaios clínicos, foi a “cinnamomum cassia”, a chamada canela da China, muito cultivada no sul daquele país e em várias nações asiáticas, que os participantes tomaram antes, durante ou depois das refeições.

Canela não substitui os medicamentos

“Quando combinámos os resultados de todos os ensaios clínicos, descobrimos que, nos pacientes com diabetes tipo 2, havia melhorias na glicose no sangue e no colesterol”, explicou Phung em declarações exclusivas ao portal especializado Live Science.
 

Estudos anteriores têm trazido resultados diversos mas, de acordo com os cientistas, os benefícios da canela poderão estar relacionados com um composto específico, o cinamaldeído. Para já, ainda não se sabe de que forma a especiaria atua, mas a equipa suspeita que a mesma pode estimular a libertação de insulina.
 
“Ao aumentar a atividade da insulina, suspeitamos que se verifique um melhor controlo dos níveis de glicose no sangue”, esclareceu Phung, alertando, porém, que serão necessários estudos mais aprofundados para confirmar a existência de uma verdadeira relação causa-efeito. 
 
Mesmo que traga vantagens, a canela “não substitui os medicamentos para controlo da diabetes”, sublinhou a investigadora. “Portanto, quem estiver a pensar em utilizá-la como forma de controlar a doença deve começar por discutir a possibilidade com o médico ou farmacêutico”, concluiu.

Clique AQUI para aceder ao estudo completo (em inglês).

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub