Mundo

Caixas negras de avião da Air France recuperadas

NULL
Versão para impressão

A segunda caixa negra do Airbus da Air France que se despenhou em 2009 ao largo do Brasil foi recuperada esta segunda-feira à noite, depois de no domingo ter sido encontrada a primeira caixa negra do avião que fazia a ligação entre o Brasil e a França.

De acordo com Jean-Paul Troadec, citado pela AFP, a segunda caixa negra com o registo áudio do "cockpit" está inteira e pelo aspeto exterior "tudo está correto e em bom estado”.

O voo AF 447 da Air France (Airbus A330), fazia o trajeto Rio de Janeiro – Paris, quando desapareceu dos radares na noite de 31 de maio de 2009 com 228 pessoas a bordo. Apenas cerca de 50 corpos foram encontrados pouco depois do acidente.

Os motivos da fatalidade não foram explicados até ao momento. Os dados das caixas-negras serão agora analisados para que se possa chegar a uma resposta conclusiva.

Na altura os investigadores determinaram que a falha das sondas de velocidade da aeronave, chamadas Pitot, do fabricante Thales, foi uma das causas, mas consideraram que não ser suficiente para explicar o acidente.

Em Paris, Jean-Baptiste Audousset, presidente da Associação Francesa de Famílias de Vítimas, saudou a localização da primeira caixa negra, definindo a descoberta como "muito encorajadora", mas pediu cautela.

"É preciso continuar prudente e esperar para ver em que condições o gravador poderá ser explorado", sublinhou Audousset.

No Brasil, o presidente da Associação de Familiares de Vítimas do Voo 447, Nelson Faria Marinho, defendeu que a caixas negras sejam analisadas por um "país neutro", para garantir a ampla divulgação de todas as informações sobre os últimos momentos antes do acidente.

 

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub