Ciência

Brasil: Descoberta rã desconhecida para a Ciência

Um grupo de investigadores da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) descobriu uma espécie de rã desconhecida para a Ciência que está a encantar os cientistas pela sua capacidade de camuflagem.
Versão para impressão
Um grupo de investigadores da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) descobriu uma espécie de rã desconhecida para a Ciência. O anfíbio tem apenas cerca de três centímetros de tamanho – pouco mais que a unha de um polegar – e encantou os cientistas pela sua capacidade de se camuflar no ambiente em que vive.
 
Em entrevista ao G1, Hélio Ricardo da Silva, professor da UFRRJ, explicou que o animal “imita a cor das rochas”, embora não sejam, para já, totalmente conhecidas as suas capacidades de disfarce. A nova rã, que ainda não foi batizada, é natural da região da Mata Atlântica e vive em fendas nas paredes verticais de cataratas situadas na cidade brasileira de Itaguaí.
 
Segundo o especialista, o anfíbio, que nunca tinha sido visto, é muito frágil e possui diferenças morfológicas “bastante significativas” em relação às outras espécies, habitando uma área  específica na zona alta das cataratas. Além disso, em vez de nadarem dentro de água como é habitual, os girinos da mesma espécie “nadam” ao longo da queda de água. 

Hélio Ricardo da Silva explicou que a descoberta aconteceu “por acaso”, quando a equipa se encontrava a fazer um inventário da fauna global daquele local, listando os répteis e anfíbios que ali vivem. “Inicialmente nem nos apercebemos de que era uma espécie nova”, contou, acrescentando que os animais agora conhecidos não são venenosos.
 

O professor adiantou ao jornal brasileiro que a nova espécie está a ser descrita em co-autoria com a colega Daiane Ouvernay, investigadora da área da biologia animal, sendo que a descrição irá ser, ainda este mês, publicada na revista científica internacional Zootaxa.
 
Na opinião do especialista, citado pelo G1, o achado é particularmente importante para o estudo da evolução das espécies no planeta.
 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub