Mundo

Birmânia: Partido de Suu Kyi reconhecido oficialmente

NULL
Versão para impressão

A Liga Nacional para a Democracia (LND), principal partido de oposição ao regime militar da República da União de Myanmar, antiga Birmânia, foi reconhecido oficialmente. O partido de Aung San Suu Kyi, Nobel da Paz em 1991, pode agora apresentar os seus candidatos nas próximas eleições legislativas.

Citado pela AFP, o jornal oficial “New Light of Myanmar” afirma que “a Comissão Eleitoral da União autorizou a LND a registar-se como partido político”. Este é mais um sinal de abertura do regime, que tem vindo a realizar diversas reformas importantes, como a libertação de milhares de presos políticos.

A LND é um dos principais opositores ao regime militar que controla o governo desde o golpe de Estado liderado pelo General Ne Win para derrubar o governo civil, em 1962.

O partido de Suu Kyi boicotou as eleições de Novembro de 2010 que, segundo a líder da LND seriam uma “farsa” para o Ocidente. Devido ao sucedido, a Junta Militar dissolveu a LND.

Também nas eleições de 1990, a LND enfrentou o regime militar birmanês ao conquistar 59 por cento dos votos no país, obtendo 81 por cento dos assentos no Parlamento. Os resultados foram ignorados pelos generais e Suu Kyi foi detida.

Por causa das suas atividades políticas, Suu Kyi viveu grande parte dos últimos 22 anos em prisão domiciliária. A líder do LND – filha de Aung San que foi um herói nacional, general e político birmanês – foi libertada em Novembro de 2010, quando celebrava os seu 66º aniversário.

 [Notícia sugerida por Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório