Ambiente

As melhores cidades mundiais para pedalar

O portal de bem-estar, saúde e entretenimento para o público masculino AskMen UK elaborou e divulgou a lista das 10 melhores cidades do mundo onde se pode andar de bicicleta, um meio de transporte que cada vez mais se integra nas estratégias e planea
Versão para impressão
O portal de bem-estar, saúde e entretenimento para o público masculino
AskMen UK elaborou e divulgou a lista das 10 melhores cidades do mundo
onde se pode andar de bicicleta, um meio de transporte que cada vez mais
se integra nas estratégias e planeamento da mobilidade urbana. Confira aqui a lista completa.

1 – Amsterdão, Holanda
Um serviço público de aluguer e partilha de bicicletas bem oleado e o decorrer de planos para a construção de uma grande estrutura de parqueamento para os veículos de duas rodas na principal estação ferroviária fazem da capital holandesa a melhor cidade do mundo para pedalar. Em Amsterdão, as bicicletas são o meio de transporte utilizado para 40 por cento das deslocações.

2 – Copenhaga, Dinamarca
Com uma percentagem de utilização da bicicleta um pouco inferior (32 por cento), a cidade dinamarquesa incentiva os seus habitantes a pedalar até ao local de trabalho da melhor forma: qualquer um pode alugar uma bicicleta pública mediante um depósito, que é posteriormente recuperado aquando da devolução do veículo.

3 – Bogotá, Colômbia
A América do Sul é aqui representada com números impressionantes: apenas 13 por cento dos habitantes de Bogotá possuem carro. Ainda que este valor revela mais as dificuldades económicas dos colombianos do que uma ação de longo prazo pela defesa ambiental, a verdade é que a bicicleta tornou-se num importante recurso na cidade: uma vez por semana várias estradas são cortadas ao trânsito, para que os ciclistas e os amantes de desporto e corrida possam exercitar-se livremente.

4 – Curitiba, Brasil
Novamente, a América do Sul. De acordo com o portal AskMen UK, esta será uma das melhores cidades mundiais no que toca ao planeamento urbano. A bicicleta é promovida como grande meio de transporte há 40 anos e os esforços têm dado frutos. Existe um forte movimento cívico de ativismo a favor do uso da bicicleta.

5 – Montreal, Canadá
Foi aqui que se estabeleceu a primeira rede de partilha pública de bicicletas na América do Norte. Como se não bastasse, no ano passado registou-se um investimento na ordem dos 130 milhões de dólares para restaurar as ciclovias da cidade e criar novos pontos de interesse para os ciclistas. Atualmente, Montreal possui cerca de quatro mil quilómetros de ciclovia.

6 – Portland, Estados Unidos
Num país onde o automóvel ainda é o meio de transporte mais utilizado para todo o tipo de deslocações, a cidade de Portland destaca-se por ter criado uma rede de deslocação para bicicletas que liga todos os bairros urbanos. São também disponibilizadas soluções low-cost de aluguer de bicicletas para os residentes mais carenciados.

7 – Basileia, Suíça
Faixas exclusivas para ciclistas, inclusivamente no lado esquerdo da via, sinalização adequada e mapas com as melhores rotas – o planeamento ciclista de Basileia é dos melhores da Europa e do mundo.

8 – Barcelona, Espanha
Mesmo aqui ao lado, 100 estações de bicicletas e 3.250 vagas de estacionamento espalhados por Barcelona permitem aos utilizadores uma mobilidade mais fluida. O “Bicing”, programa de aluguer de bicicletas, foi lançado em 2007 e ajudou a criar um “anel verde”, ou seja, uma ciclovia que cerca toda a área metropolitana de Barcelona.

9 – Pequim, China
Aqui, contrariamente ao que acontece nas cidades europeias e norte-americanas, a utilização do automóvel enfrenta uma tendência crescente. No entanto, a tradição da locomoção via bicicleta mantém-se, especialmente agora com a realização dos Jogos Olímpicos, em 2012, e a vontade de mostrar ao mundo que a China promove a qualidade ambiental. 

10 – Trondheim, Noruega
De acordo com o portal AskMen UK, 18 por cento dos residentes em Trondheim utilizam a bicicleta. O valor, comparado com o de outras cidades já aqui mencionadas, nem é nada de extraordinário. Mas a inovação marca pontos: tendo em conta as íngremes subidas com que os ciclistas daquela localidade se deparam, foram criados elevadores para bicicletas que facilitam, assim, a mobilidade em trilhos mais exigentes. Veja aqui como funciona esse sistema.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório