Ciência

As dez espécies mais invulgares de 2010

NULL
Versão para impressão
O reino animal ainda tem muitas espécies por classificar e por descobrir. Um grupo de investigadores da Universidade do Arizona  divulga, todos os anos, as últimas descobertas. Destas elegem as dez espécies animais mais invulgares. O Boas Notícias destaca aqui algumas das mais raras do ano passado.

Entre todas as novidades encontradas em 2010, a lista anunciada a 23 de maio contabiliza algumas espécies no mínimo estranhas. Uma delas é a aranha (Caerostris darwini) capaz de tecer uma teia com mais de 30 metros de diâmetro, descoberta em Madagáscar.

Já nas Filipinas, os especialistas encontraram um lagarto (Varanus bitatawa), que pode atingir dois metros de comprimento e pesar até dez quilos. Os cientistas registam a curiosidade de um animal deste porte sobreviver naquela zona repleta de caçadores furtivos.

Descoberto foi também um pequeno grilo (Glomeremus orchidophilus) responsável pela reprodução de uma espécie rara de orquídea (Angraecum cadetii), na ilha de Reunião. Ao contrário dos restantes elementos da sua espécie, em vez de comer flores este grilo ajuda a reproduzi-las.

No fundo do mar, no casco do Titanic, os especialistas encontraram uma bactéria (Halomonas titanicae) especializada em digerir ferro. De acordo com os especialistas, esta nova espécie que corrói metal poderá vir a causar, juntamente com outros microrganismos, o desaparecimento do Titanic.

Na zona do Golfo do México, os cientistas descobriram um peixe morcego (Halieutichthys intermedius) com a forma de uma panqueca. Este animal foi descoberto antes do derramamento de petróleo naquela área e está agora em risco de extinção devido ao desastre ecológico.

De todas as espécies destaca-se o único mamífero presente nesta lista: uma nova variedade de antílope (Philant omba walteri), encontrado na África Ocidental. A descoberta desta nova espécie, dentro de um grupo de animais já estudados, segundo os especialistas é uma descoberta “fascinante” porque vai permitir saber como se adaptam estes animais em novos habitats, já que a presença dos antílopes é comum na África Subsariana.

O Instituto Internacional de Exploração de Espécies, da Universidade do Arizona, é o organismo responsável por esta iniciativa que contou com um comité de cientistas de todo o mundo para fazer esta eleição.

Qualquer pessoa pode sugerir espécies para concurso, sendo que as candidaturas para 2011 já abriram. Clicando AQUI pode enviar – até março de 2012 – propostas para nomeação e também consultar as listas dos anos anteriores. AQUI pode aceder ao TOP 10 do último ano.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório