Fitness & Bem-estar

Algarve recebe Festival da Natureza [até 09 junho]

Observação de pirilampos, répteis, morcegos e visita a grutas e a moinhos de maré são apenas algumas das atividades da primeira edição do "Festival da Natureza", evento que decorre nos 16 concelhos algarvios de 22 de maio até 09 de junho.
Versão para impressão
Observação de pirilampos, répteis, morcegos e visita a grutas e a moinhos de maré são apenas algumas das atividades da primeira edição do “Festival da Natureza”, evento que decorre nos 16 concelhos algarvios de 22 de maio até 09 de junho.

A primeira edição do Festival da Natureza propõe um total de 35 eventos, que vão decorrer em todos os concelhos do Algarve (16). A sessão de abertura decorreu no dia 22, no Pego do Inferno, em Tavira, com diversas atividades para o público infantil e adultos, nomeadamente observação de aves e répteis e debates sobre o futuro sustentável.

Conhecer o reino dos fungos através de uma palestra sobre os cogumelos que existem no Algarve e de uma degustação no dia 28 de maio, com entrada livre, no Centro de Artes e Ofícios de S. Brás de Alportel, é outra proposta do Festival da Natureza.

Saída de campo para observação de pirilampos em Monchique, saída de campo para observação de morcegos (Loulé) e de répteis (Faro), descobrir a biodiversidade que se esconde entre as rochas na maré vazia, capturar, identificar e marcar as aves do Barrocal algarvio no concelho de Loulé ou uma caminhada ao longo das margens do rio Arade para observação dos moinhos de maré, em Lagoa, são outras das propostas para celebrar a natureza.

O Festival da Natureza propõe também uma maratona fotográfica “O Homem e a Biodiversidade” para o concelho de Alcoutim e um passeio de barco às grutas da Ponta da Piedade com prática de mergulho, em Lagos.

No fim do festival, no dia 09 de junho, os participantes e amigos da natureza podem participar na festa de encerramento desta primeira edição, que vai decorrer na Sociedade Recreativa Artística Farense – Os Artistas, entre as 22:30 e as 02:00.

A maioria das iniciativas é gratuita, contudo, nos concelhos que não apoiaram a iniciativa e para garantir a segurança dos participantes, a Almargem observa que as atividades têm de ser pagas, mas serão valores simbólicos entre os três e os 12 euros.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório