Em Destaque Turismo

A harmonia da história

A paz de um recanto com experiências que exaltam os mais curiosos
Versão para impressão
por Nuno Silva e Pinto

O Paço de Vilharigues é um solar do século XVII que foi remodelado e reconstruído para receber visitantes de todo o mundo que queiram usufruir da experiência da estadia numa casa que respira história, literatura e arte de bem receber.

Viriato e Sofia Garcez, os donos deste belíssimo turismo de habitação, apaixonaram-se pelo espaço em 2004 aquando de uma visita à Torre de Vilharigues que fica mesmo ao lado. Decidiram comprar a casa que se encontrava num estado avançado de degradação e puseram mão à obra. O sonho e o gosto de receber pessoas foram o combustível para alimentar todo o investimento que tinham pensado.

A casa foi totalmente recuperada mantendo a traça antiga. O arquiteto João Paulo Rodrigues, amigo e conhecido de Viriato Garcez, conseguiu o esplêndido trabalho de relacionar a arquitetura moderna com as linhas clássicas que tão bem identificam o século XVII. É
realmente de salientar a simbiose perfeita entre o rústico e o moderno que saltam à vista e que não deixa ninguém indiferente.

Mal se entra no parque de estacionamento privado saltam à vista os pórticos em pedra que nos remete à entrada de um pequeno palácio. Dentro dos portões há todo um espaço envolvente com espaço não apenas para os carros, mas também para quem quiser gozar de um belo refresco ou licor ao ar livre.

Ao abrir a porta da casa sentimos que vamos entrar noutra dimensão, e não é a Guerra das Estrelas nem nada parecido, somos apenas inundados pela harmonia de uma história que começou há muitos anos e que ainda nos faz viajar no limbo do tempo, que nos toca nos
sentimentos mais profundos como o amor, a saudade, curiosidade e felicidade.

O Paço de Vilharigues é composto por oito quartos e um quarto para pessoas com mobilidade reduzida. Todos os quartos possuem casa de banho privativa, ar condicionado, televisão com e cama de casal. É disponível o acesso livre à internet em todas as áreas comuns. O pequeno almoço é um dos pontos fortes da casa, com grande variedade e produtos regionais de qualidade. Aqui temos de sublinhar o bolo caseiro que acompanha o manjar matinal e nunca pode falhar.

Podíamos enumerar mais detalhes que podemos encontrar nos variados hotéis, mas neste Turismo de Habitação o que nos salta à vista é a decoração e a ligação literária a que o mesmo se propôs. Sofia Garcez, bancária de profissão, tem uma enorme paixão por literatura, então decidiu que este Paço de Vilharigues fosse uma ode aos grandes escritores portugueses. Pode encontrar-se os mais variadíssimos livros espalhados pelas prateleiras da casa e todos os quartos têm o nome de um autor português. Cada mesinha de cabeceira tem pousado um livro desse mesmo autor, que dá o nome ao respetivo quarto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A decoração remete-nos ao passado, numa palete de cores vivas que dançam entre elas ao som de uma música romântica, que embala os sentidos que pairam no ar. Os móveis foram mantidos e foram recuperados de forma a manter a originalidade de quem lá viveu.

Quem visita o Paço de Vilharigues pode usufruir do bar que está inserido num salão partilhado onde pode jogar bilhar, jogar xadrez ou apenas desfrutar de uma bebida enquanto conta as suas experiências de viagem a Viriato e à Sofia que tanto adoram partilhar histórias e
episódios. Nestas mesmas tertúlias ficará a conhecer melhor a história do espaço que o recebe, ficará a conhecer pormenores e curiosidades que só quem passa por lá terá o privilégio dessa mesma distinção. O casal trata todos os clientes como convidados, como se fossem amigos que convidam amigos para sua casa. É assim que se sentem bem, afirmam com um sorriso no rosto, de quem faz o que faz com paixão e dedicação.

Mais aconselhado para o verão, a casa é abençoada com uma piscina que promete fazer as delícias de quem gosta de se refrescar enquanto apanha banhos de sol. É também no verão que os visitantes procuram mais o alojamento, sendo que há uma forte procura de turistas estrangeiros, principalmente espanhóis, franceses e holandeses.

Aos amantes do desporto e da natureza são disponibilizadas bicicletas de forma gratuita e poderão fruir de vários trilhos que serpenteiam as serras em redor.

Paço de Vilharigues está localizado a 4 km da vila de Vouzela, a 3km da saída 13 da A25, a 10 km das Termas de S. Pedro do Sul e a 20 km de Viseu.

A povoação é bastante e os locais são muito simpáticos, sempre dispostos a contaminar os visitantes com a sua boa disposição. é uma antiga freguesia do concelho de Vouzela e conta com uma população de 709 habitantes, distribuídos pelas povoações de Ameixas, Paços, Touça e Vilharigues.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub