Cultura

250 mil livros da Biblioteca Britânica no Google

NULL
Versão para impressão
A Google vai digitalizar e disponibilizar 250 mil livros da Biblioteca Britânica, que abarcam períodos da história como a Revolução Francesa e o fim da escravatura, num esforço de “preservar o passado e melhorar o acesso a textos importantes”.

Os primeiros documentos a serem digitalizados serão os trabalhos feministas da Rainha Marie-Antoinette, a invenção do primeiro submarino por combustão ou a história do hipopótamo de peluche do príncipe de Orange.

A prioridade da Google vai ser digitalizar livros e documentos que presentemente não estejam disponíveis online, a fim de acelerar o acesso a estes manuais por parte de investigadores e historiadores.

Assim, o acervo da Biblioteca Britânica abrangido no acordo vai incluir livros publicados entre 1700 e 1870, o que abarca períodos históricos como a Revolução Francesa, Revolução Industrial, da invenção da roda e do fim da escravatura.

Esta parceria surge no âmbito do projeto Google Books, através do qual a empresa já digitalizou e disponibilizou on-line cerca de 13 milhões de obras literárias de mais de 40 instituições. O objetivo da Google é levar textos importantes ao maior número de pessoas possível, preservando-os sob o formato digital para as gerações vindouras.

Além desta parceria com a Google, a instituição britânica está a trabalhar com outros parceiros para disponibilizar na Internet e de forma aberta todos os 150 milhões de artigos que compõem o seu espólio, segundo a agência Reuters.

A Google pagará à Biblioteca por este serviço mas os 40 milhões de páginas estarão disponíveis online gratuitamente através do Google Books, no site livraria britânica e na Biblioteca Digital Europeia – Europeana. A Biblioteca Britânica prevê a conclusão desta tarefa em 2020.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório