Cultura

25 de Abril: As músicas da revolução

Com o objetivo de prestar homenagem ao 25 de Abril, o site de música Spotify criou uma lista de músicas ligadas a essa data.
Versão para impressão
Com o objetivo de prestar homenagem ao 25 de Abril, o site de música Spotify criou uma lista de músicas ligadas a essa data para que, até os mais jovens, não se esqueçam da importância que esta revolução representou – e ainda representa – para o país. 

Foi há 39 anos, no dia 25 de Abril, que Portugal assistiu ao golpe militar que acabou por depor o regime ditatorial do Estado Novo, vigente desde 1933. Esse dia marcou o início da democracia e todos os anos a Revolução dos Cravos é celebrada como o Dia da Liberdade. 

 
A música portuguesa representou um papel fundamental no sucesso da revolução. Foi a canção “E Depois do Adeus” que serviu como primeira senha para o avanço das tropas. O sinal efetivo de saída dos quartéis, posterior a este, foi a emissão, pela Rádio Renascença, de “Grândola, Vila Morena”, de Zeca Afonso.

Mas muitas outras músicas de intervenção marcaram, nessa época, a luta contra o Estado Novo. E ainda hoje, a música é usada como arma e forma de protesto contra problemas da atualidade, sejam eles de origem social, política ou económica.
 

Por isso, na 'playlist' 25 de Abril Sempre!, o Spotify incluiu faixas que vão desde José Afonso, Paulo de Carvalho, Francisco Fanhais, José Mário Branco até artistas mais contemporâneos como os Homens da Luta ou os Deolinda que deixaram um Coliseu dos Recreios a aplaudir de pé ao ouvir a música que se tornou na ode a todos os recém-licenciados confrontados com a precariedade no mercado de trabalho “Que Parva que eu Sou”.

Oiça abaixo as músicas da revolução de hoje e do 25 de Abril:
 

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub