Em Destaque Sociedade

“Vozes Refugiadas”

Projeto "Vozes Refugiadas" pretende ouvir mulheres e raparigas refugiadas em Portugal
Versão para impressão
por redação

Promovido pela Associação Mulheres sem Fronteiras, o projeto “Vozes Refugiadas” promove, na terça-feira 21 de novembro, a sua primeira iniciativa, o debate internacional “Vozes Refugiadas – Quebrando Barreiras”, em parceria com a Fundação Friedrich Ebert, no Goethe-Institut, em Lisboa.

O debate internacional “Vozes Refugiadas – Quebrando Barreiras” conta com a participação de mulheres refugiadas que partilharão as suas experiências, investigadoras na área das migrações e associações que desenvolvem projetos com e para mulheres, raparigas e meninas refugiadas:

– Herro Mustafa – Ministra Conselheira da Embaixada dos EUA em Lisboa

– Iman Bugaighis – Académica e Ativista pelos Direitos Humanos líbia

– Emellin de Oliveira – Advogada/Investigadora

– Soraya Moket – Associação DaMigra, Berlim

– Francisca Gorjão Henriques – Associação Pão a Pão

Apesar da urgência de respostas às discriminações e às múltiplas violências a que são sujeitas as mulheres, raparigas e meninas refugiadas, a sua condição mantém-se. Um ano após a conferência internacional “Mulheres Refugiadas, em Trânsito entre Discriminações Múltiplas”, a Associação Mulheres sem Fronteiras pretende dar mais um passo.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close