Negócios e Empreendorismo

Vinho tinto português ganha concurso mundial

O vinho português Poliphonia Signature, produzido no Alentejo pelo gestor e empresário Henrique Granadeiro, foi eleito o melhor tinto do Concurso Mundial de Bruxelas de 2012.
Versão para impressão
O vinho português Poliphonia Signature, produzido no Alentejo pelo gestor e empresário Henrique Granadeiro, foi eleito o melhor tinto do Concurso Mundial de Bruxelas de 2012 de acordo com um anúncio oficial feito pela organização esta segunda-feira.
 
“É um vinho elaborado com base na casta Alicante Bouschet, fermentado em lagares de mármore e que estagiou cerca de 15 meses em barricas de carvalho francês”, explicou à agência Lusa o enólogo responsável pelo Poliphonia Signature, Pedro Baptista.
 
O Poliphonia Signature tem a sua origem em três propriedades de Henrique Granadeiro no distrito de Évora, duas em Reguengos de Monsaraz e a outra em S. Mansos, que totalizam aproximadamente 100 hectares de vinha. A adega situa-se no Monte dos Perdigões, em Reguengos.
 
O vinho premiado é o topo de gama da Granadeiro Vinhos e a colheita de 2008 foi a segunda a ser lançada desta marca. Segundo o responsável, o vinho foi engarrafado há cerca de dois anos, possui “bastante estrutura e bastante concentração e evolui muito bem em garrafa”.
 
“O prémio deixou-nos muito satisfeitos. É sem dúvida o maior prémio que este vinho já teve”, salientou Pedro Baptista.
 
Além do Poliphonia Signature, dez outros vinhos portugueses, todos tintos, foram agraciados com a grande medalha de ouro do certame, que este ano teve lugar em Guimarães. Seis desses vinhos são alentejanos e os restantes são produzidos na região do Tejo.

Portugal com 297 medalhas
 

No total foram atribuídas 2435 medalhas. A França manteve a sua posição de líder com 670 medalhas, seguida da Espanha, que recebeu 461 medalhas, de Portugal (297 medalhas), Itália (257), Chile (160), África do Sul (98), Suíça (65) e Austrália (57).
 
De acordo com a organização, citada pela Lusa, Portugal, país que pela segunda vez acolheu o concurso, “progrediu tanto em volume como na qualidade dos vinhos apresentados”. Este ano foram quase mil os vinhos lusos a concurso, o que corresponde a um crescimento de cerca de 44% face à edição anterior.

[Notícia sugerida por Sofia Baptista e Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close