Gastronomia

Vinho português eleito o melhor na África do Sul

O vinho português Astronauta Touriga Nacional 2012, da região de Lisboa, foi eleito o melhor durante a prova internacional RECM Best Value, que decorreu na África do Sul e no qual participaram quase todos os vinhos disponíveis no mercado daquele país
Versão para impressão
O vinho português Astronauta Touriga Nacional 2012, da região de Lisboa, foi eleito o melhor durante a prova internacional RECM Best Value, que decorreu na África do Sul e no qual participaram quase todos os vinhos disponíveis no mercado daquele país. 
 
A distinção foi feita no decurso de uma visita estratégica organizada pelos Vinhos de Lisboa à África do Sul, no âmbito da qual se “fizeram contactos” e “firmaram contratos” e que deu aos vinhos lisboetas a oportunidade de se mostrarem, trazendo para Portugal o prémio do melhor vinho tinto de casta não tradicional do continente africano.
 
O galardão foi conquistado pelo Astronauta Touriga Nacional 2012, um vinho com assinatura do enólogo e crítico de vinhos português Aníbal Coutinho, que resultou de um projeto pessoal levado a cabo pelo especialista em parceria com a Vidigal Wines. 
 
“Entre todas as castas menos usuais, as variedades portuguesas foram as que tiveram os melhores resultados, com a liderança de uma touriga nacional da região de Lisboa que, fazendo jus à marca do vinho, aterrou com sucesso no mercado sul-africano”, destacou Neil Pendock, crítico de vinhos que integrou o júri da RECM Best Value, citado num comunicado da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa).
 
Penetrar neste mercado e implantar algumas das suas marcas de vinhos foi, aliás, o objetivo da viagem promovida pela CVR Lisboa ao continente africano em finais de Novembro. “A África do Sul é um país produtor de vinhos, por isso é um mercado que aprecia muito o vinho”, o que torna “os produtos portugueses bastante apetecíveis”, afirma Vasco d'Avillez, presidente da comissão.
 
A missão organizada pela CVR Lisboa englobou a realização de provas, jantares vínicos e contactos com importadores e líderes de opinião, como o embaixador e a cônsul de Portugal na África do Sul, enquadrando-se na estratégia de investimento dos vinhos de Lisboa para o triénio 2014-2016, que inclui a entrada em novos mercados. 
 
A Casa Santos Lima, a Companhia Agrícola do Sanguinhal, a Vidigal Wines, a Wine Ventures, o Paço das Cortes, a Adega da Vermelha e a Ivin foram os produtores da região de Lisboa que estiveram presentes nesta investida.

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close