Negócios e Empreendorismo

Vinho português é o melhor à venda nos EUA

O vigo Vega Douro tinto de 2009, produzido pela portuguesa DFJ Vinhos, empresa com sede no Cartaxo, foi considerado pela revista norte-americana Wine Enthusiast o melhor à venda nos EUA em 2012.
Versão para impressão
O vigo Vega Douro tinto de 2009, produzido pela portuguesa DFJ Vinhos, empresa com sede no Cartaxo, foi considerado pela revista norte-americana Wine Enthusiast o melhor à venda nos EUA em 2012 graças à sua relação entre preço e qualidade. Esta é a primeira vez que um vinho português lidera a lista dos 100 melhores comercializados naquele país.
 
Em comunicado citado pela Lusa, a DFJ explica que, em 2012, os especialistas da Wine Enthusiast, que baseiam a classificação na relação entre a qualidade e o preço, provaram 17.000 vinhos internacionais. Destes, 1.134 (6,7% do total) receberam a designação de “Best Buy”, isto é, melhor compra.

“Dessa lista selecionaram os 100 melhores e o melhor de todos foi o Vega Douro tinto, da DFJ Vinhos”, refere a nota. Face à distinção, o enólogo e administrador da DFJ Vinhos, José Neiva Correia, declara-se “orgulhoso por mais uma vez ver reconhecido o seu trabalho”, desta vez com “um dos troféus mais importantes no mundo do vinho”. 

 
A DFJ, que sublinha que, desde há cinco anos, tem tido sempre vinhos seus na lista dos 100 melhores, aponta ainda que, em 2012, ganhou 29 “Best Buys” atribuídos por esta revista, e recorda que, o ano passado, o Grand'Arte Alvarinho 2010 conquistou o 9º lugar na lista, tendo sido o primeiro vinho branco português a surgir no “top 10”. 
 
Para a elaboração desta classificação, a Wine Enthusiast tem em conta não só a relação entre qualidade e preço, mas também a disponibilidade nos Estados Unidos e o reconhecimento no mercado, considerando, além disso, o equilíbrio global da lista, que procura incluir uma “gama ampla de estilos e origens”, com variedades adequadas a “todos os gostos e preferências”.
 
A DFJ Vinhos, companhia exclusivamente portuguesa, foi criada em 1998 e controla um total de 400 hectares de vinha em quintas localizadas, na sua maioria, nas regiões vitivinícolas de Lisboa, Tejo, Douro, Terras do Sado e Alentejo. A sua produção é orientada para a exportação, dado que das cerca de seis milhões de garrafas produzidas anualmente 95% são enviadas para o estrangeiro.
 
Desde o seu nascimento a empresa tem vindo a conquistar vários prémios nacionais e internacionais, caso do troféu Red Wine of The Year (Vinho Tinto do Ano) arrebatado duas vezes em Londres, e, já em 2012, o prémio de melhor companhia de vinhos do ano nos EUA, título que lhe foi atribuído durante a New York International Wine Competition, competição internacional de vinhos de Nova Iorque.

[Notícia sugerida por Paulo Ribeiro]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close