Mundo

Vídeo: Mulher de 42 anos ouve pela primeira vez

A britânica Joanne Milne, de 42 anos, é surda desde nascença mas graças a um implante coclear conseguiu ouvir pela primeira vez. A consulta de ativação do dispositivo foi registada em vídeo que mostra Joanne emocionada e em lágrimas ao ouvir o som da
Versão para impressão
A britânica Joanne Milne, de 42 anos, é surda desde nascença mas graças a um implante coclear conseguiu ouvir pela primeira vez. A consulta de ativação do dispositivo foi registada em ví­deo. As imagens mostram Joanne emocionada, em lágrimas, ao ouvir o som da sua própria voz.
 
Joanne nasceu com a doença rara de Sí­ndrome de Usher, que a deixou surda logo à nascença e tem provocado perda da visão desde os vinte anos.
 
Após a cirurgia de colocação dos implantes cocleares, no Hospital Queen Elizabeth, Reino Unido, Joanne esperou cerca de quatro semanas para que os médicos pudessem ligar os aparelhos para ver se a operação tinha sido um sucesso.
 

O vídeo, foi registado pela sua mãe e mostra a médica a dizer os dias da semana a Joanne que reage com surpresa e emoção ao ouvir som pela primeira vez.
 
“ɉ fantástico”, afirma a inglesa, entre lágrimas. “É um grande acontecimento na tua vida, deves estar muito orgulhosa de ti mesma”, diz a médica a Joanne ainda em choque.
 
Em declarações ao Daily Mail, a paciente revela que “ouvir pela primeira vez foi muito emocionante, desde o clique de um interruptor de luz até à água a correr” e antevê já “uma mudança de vida”.
 
O Hospital Queen Elizabeth, em Birmingham, é um dos vinte centros no Reino Unido que realiza implantes cocleares. Estes dispositivos eletrónicos, implantados cirurgicamente e conectados ao cérebro, proporcionam uma sensação de som a uma pessoa que está profundamente surda ou com graves problemas auditivos.
 
A qualidade do som é menos clara do que a audição natural, mas os pacientes com os implantes são capazes de ouvir e entender o som ambiente e a fala.
 
“Estou muito feliz. Ao longo das últimas 48 horas ouvi pessoas a rirem-se, os pássaros a cantarem e os meus amigos…eles já não têm que tocar no meu braço para chamar a minha atenção”, conta Joanne Milne.
 
Notícia sugerida por Céline e Maria da Luz

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close