Cultura

Viana: Museu do Traje recebe doação de 750 peças

NULL
Versão para impressão

O Museu do Traje em Viana do Castelo recebeu uma doação de 750 peças de vestuário tipicas da região. A oferta veio por parte da família de Amadeu Costa, um dos etnógrafos e “figuras mais relevantes da vida cultural vianense”.

A doação decorreu em sequência de um acordo entre a autarquia de Viana do Castelo e a família de Amadeu Costa, um dos maiores especialistas na etnografia minhota e defensor das tradições e costumes regionais, informa a Lusa.

“Esta doação é muito importante pela quantidade e, sobretudo, pelo facto de ter trajes pobres, de trabalho, os mais raros. Todos sabemos que a vida no campo era muito difícil, mas faltavam os trajes para mostrar como era, o que tínhamos eram trajes mais ricos”, explicou hoje à Agência Lusa João Alpuim, diretor do museu.

A câmara municipal divulgou em comunicado que a doação inclui algibeiras, aventais, saias, coletes, casacas, camisas, lenços, calçado, meias, toalhas e trajes de homem e mulher, dos quais 53 trajes completos.

Estas peças foram recolhida por Amadeu Costa durante toda a sua vida e vão enriquecer o património do Museu do Traje da cidade. Na cerimónia que formalizou a oferta foi inaugurada a exposição “Amadeu Costa – Traje e Chieira”, que ficará aberta ao público até ao fim do ano.

Esta “colecção demonstra a sensibilidade com que Amadeu Costa viu o traje, e o povo vianense, incluindo trajes ricos, mas também os mais humildes, mais esquecidos, aqueles que chamaram menos a atenção dos coleccionadores: os trajes de trabalho, grosseiros, com pouca decoração, do quotidiano duro, das idas ao monte para cortarem o mato para as camas dos animais, ou das lavradas que duravam dias inteiros”, diz a autarquia.

O Presidente da Câmara, José Maria Costa, agradeceu à família o ato de generosidade, lembrando “Amadeu Costa como uma das figuras mais relevantes da vida cultural vianense”.

Recorde-se que Amadeu Costa lutou durante a sua vida pela criação deste museu e foi o organizador da primeira exposição que ali se realizou, o “Traje Regional”, assim como a segunda exposição que marcou a inauguração do espaço, “Ambientes Ragionais e Trajes”. Por esta razão o Museu atribuiu a uma das suas salas o nome de Galeria Amadeu Costa, informa a autarquia.

[Notícia sugerida por Elsa Martins]  

k

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close