Sociedade

‘Vi-te no Comboio’: Uma página para o amor em viagem

Uma troca de olhares, um sorriso tímido, um toque disfarçado. Três exemplos de situações tão comuns mas que todos os dias marcam as estações e as carruagens de comboios que atravessam o país, de norte a sul.
Versão para impressão
Uma troca de olhares, um sorriso tímido, um toque disfarçado. Três exemplos de situações tão comuns mas que todos os dias marcam as estações e as carruagens de comboios que atravessam o país, de norte a sul. A pensar naqueles que se apaixonam pelo passageiro ao lado, três amigos de Braga decidiram juntar-se e criar aquela que se viria a revelar uma das páginas mais procuradas de sempre na comunidade nacional do Facebook: 'Vi-te no Comboio'. 

por Margarida Cruz
 

Criada há pouco mais de uma semana, a mesma contou desde logo com uma adesão em massa dos portugueses, somando, em menos de dez dias de existência, cerca de 60.000 seguidores. O objetivo é partilhar as histórias daqueles que se interessaram por alguém no comboio e, com isso, reunir as pessoas que se encontram mas também se desencontraram entre a azáfama das linhas ferroviárias de todo o país. 

Três amigos e uma ideia que já chegou a milhares de corações
 

A ideia surgiu depois de o grupo de amigos descobrir a página internacional 'i Saw You', onde nasceu este conceito de partilha de histórias apaixonadas, em que o cenário são os transportes públicos. “Procurámos pela versão portuguesa e os resultados mostraram-nos a página 'Vi-te no Fertagus'. Então pensámos, porque não alargar a iniciativa à escala nacional?”, contam ao Boas Notícias. 
 
“Entrámos em contacto com os responsáveis, apresentamos a proposta e o feedback foi bastante positivo. Ficaram bastante contentes por avançarmos com a ideia”, acrescentam os amigos. Foi então que, na noite de 31 de Janeiro, sem esperar mais, Daniel, de 24 anos, Pedro, de 20, e Tiago, de 17, criaram a página 'Vi-te no Comboio', juntamente com a 'Vi-te no Autocarro'. 

“Aqui, qualquer pessoa pode fazer um elogio a alguém que a tenha marcado durante uma viagem. Todas as publicações são feitas por nós, anonimamente, através das mensagens privadas que nos chegam”, explicam ao Boas Notícias. 
 

“Todos nós já vimos alguém durante uma viagem, que nos despertou interesse, mas, por várias razões, na altura, não tivemos coragem para nos aproximarmos. Esta página traz, precisamente, a ponte que faltava para proporcionar possíveis reencontros, mostrando a alguém que a sua presença fez a diferença naquele momento”, acrescentam. “Se a pessoa se identificar com a situação e ambos quiserem entrar em contacto, nós atuamos”. 

Comboios com histórias de amor de norte a sul do país
 

Em menos de 48h, sem qualquer tipo de publicidade, a página já somava 10.000 gostos. A crescente adesão levou os administradores a organizarem a página com hashtags referentes às diferentes linhas ferroviárias nacionais – Cascais, Sintra, Covilhã, Braga, Caide Oeste, incluindo ainda o metropolitano de Lisboa e do Porto – por forma a que os utilizadores filtrem as histórias.

O sucesso tem vindo a replicar-se de tal forma que, por dia, os responsáveis pela 'Vi-te no Comboio' chegam a receber mais de 100 histórias diferentes. A crescente quantidade de trabalho e leitura já os levou a procurar mais um membro para a equipa, desta vez com uma visão feminina. Ela é Ana, a única rapariga a integrar o projeto que está a conquistar os corações dos portugueses naquele que é o mês do amor.


“Temos de ir rodando e dividindo os textos entre todos. São mesmo muitas histórias para ler e selecionar e a verdade é que só publicamos aquelas que forem escritas com bom senso, que é uma chave essencial para o sucesso da 'Vi-te no Comboio'”, revelam. 
 
Graças à forte adesão, em apenas dez dias, os amigos bracarenses já conseguiram avançar para uma nova fase. Depois de registar um domínio, os jovens estão agora a desenvolver uma plataforma “onde vamos tentar cruzar as histórias que nos chegam”, por forma a facilitar o reencontro. “A proporcionar-se, esse será o nosso maior sucesso”, afirmam.

Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes e Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close