Saúde

Verão torna-nos mais saudáveis, revela estudo

De Inglaterra chega uma boa notícia para os amantes da estação mais quente do ano: o Verão torna-nos mais saudáveis. A conclusão é de um novo estudo, que revela que a resistência do nosso sistema imunitário varia com as estações.
Versão para impressão
De Inglaterra chega uma boa notícia para os amantes da estação mais quente do ano: o Verão torna-nos mais saudáveis. A conclusão é de um novo estudo, que revela que a resistência do nosso sistema imunitário varia com as estações, o que explica o agravamento de determinadas doenças no Inverno e a saúde fortalecida que tende a marcar os dias de Sol.
 
A investigação, desenvolvida pela Universidade de Cambridge, em Inglaterra, e cujos resultados foram publicados, recentemente, na revista científica Nature Communications, demonstra que o metabolismo da vitamina D e a atividade de cerca de um quarto dos nossos genes (5.136 num total de 22.822 testados) varia consoante a altura do ano, sendo alguns mais ativos no Inverno e outros no Verão.
 
De acordo com os cientistas, esta sazonalidade afeta as células do sistema imunitário e a composição do sangue e dos tecidos adiposos, o que poderá explicar por que razão a intensidade de patologias como a diabetes tipo 1, a esclerose múltipla ou os distúrbios psiquiátricos se agrava nos meses mais frios, atenuando-se na altura do Verão. 
 
A equipa da Universidade de Cambridge analisou 16.000 pessoas residentes nos hemisférios norte e sul e naturais de países como o Reino Unido, os EUA, a Islândia, a Austrália e a Gâmbia, tendo descoberto que milhares de genes se “expressam” de forma diferente consoante a estação do ano e que existem, também, mudanças sazonais nas células presentes no sangue. 
 
Um dos genes que mais interessou aos investigadores foi o ARNTL, um gene “mais ativo no Verão e menos no Inverno” e que, segundo trabalhos anteriores com ratinhos, é capaz de suprimir a inflamação, fator de risco para diversas doenças que atacam, em especial, durante as estações mais frias. 
 
Os cientistas concluíram também que há um conjunto de genes associado à resposta dos indivíduos à vacinação e que é mais ativo no Inverno, o que sugere que a administração de vacinas pode ser mais eficaz durante esta estação do ano, quando o sistema imunitário está mais “inclinado” a responder.

Benefícios influenciados pela luz solar e a temperatura
 

“Sabemos que os humanos se adaptam a ambientes em mudança e este estudo sugere que o sistema imunitário também se adapta à variação das estações do ano”, explica, em comunicado, Chris Wallace, um dos cientistas envolvidos no estudo, acrescentando que as razões pelas quais esta adaptação ocorre ainda não são claras.
 
Para os especialistas, o facto de nos sentirmos mais saudáveis no Verão pode ter a ver com fatores como a maior quantidade de luz solar e a temperatura ambiente mais elevada. Segundo John A. Todd, outro dos investigadores que participaram no trabalho, isto pode explicar a necessidade temos de “desfrutar do sol de Inverno” mesmo nos meses mais frios.
 
“Dado que os nossos sistemas imunitários parecem colocar-nos em maior risco de adoecer devido a inflamações nos meses mais frios e escuros, e dados os benefícios já conhecidos da vitamina D [associada à exposição solar], é compreensível por que as pessoas têm tanta vontade de apanhar sol durante o Inverno para melhorar a saúde e o bem-estar”, justifica o especialista. 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close