Saúde

Vacina Prevenar gratuita para crianças e alguns adultos

Depois de anos de recomendações, o executivo anuncia que a Vacina Prevenar 13, que previne doenças como a pneumonia, meningite, otite e septicémia, vai integrar o Programa Nacional de Vacinação.
Versão para impressão
Depois de vários anos de recomendações por parte dos parceiros da Saúde, o executivo anuncia que a Vacina Prevenar 13, que previne doenças como a pneumonia, meningite, otite e septicémia, vai integrar, a partir de 01 de Junho, o Programa Nacional de Vacinação (PNV). 

 
A vacina passará, assim, a ser gratuita para todas as crianças nascidas após 01 de Junho de 2015. A Prevenar 13 será ainda disponibilizada de forma gratuita aos adultos com doenças crónicas e considerados de alto risco, nomeadamente os portadores do vírus VIH e de certas doenças pulmonares obstrutivas, além do cancro do pulmão, refere o Ministério da Saúde numa nota de imprensa.
 
No caso dos adultos e crianças nascidas antes da entrada em vigor desta medida, o Estado comparticipará 15% do custo da vacina. 

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia considera que este é “um importante contributo para a melhoria da Saúde Pública no nosso País onde a pneumonia mata diariamente uma média de 23 pessoas nos nossos Hospitais”.

“A comparticipação da vacina reconhece o seu valor e revelar-se-á fundamental na maior adesão terapêutica e consequente redução do número de casos de doença pneumocócica, nomeadamente dos de maior gravidade. Sem dúvida, um passo em frente na promoção da qualidade da Saúde Pública em Portugal”, diz Carlos Carlos Robalo Cordeiro, presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia.
 
A Prevenar 13 passará a ser a 13.ª vacina do PNV no 2.º semestre deste ano. Esta decisão representa um investimento de 2,5 milhões de euros em 2015 por parte do Serviço Nacional de Saúde, informa a mesma nota.
 
A Prevenar 13 é utilizada na vacinação de lactentes e crianças com idades compreendidas entre os dois meses e os cinco anos, contra doenças provocadas pelo pneumococo, incluindo septicemia (infeção no sangue), meningite (infeção das membranas que envolvem o cérebro e a espinal medula), pneumonia (infeção nos pulmões) e otite média (infeção no ouvido médio).
 
A Direção Geral de Saúde, o Infarmed e a ACSS irão hoje, dia 07 de Maio, formalizar o acordo alcançado com a Indústria farmacêutica.

Notícia sugerida por Maria Pandina e Vítor Fernandes

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close