Cultura

UNESCO expõe “Fado: Canção aberta ao mundo”

A sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris, tem patente desde esta segunda-feira uma exposição dedicada à história do Fado.

Versão para impressão
A sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris, tem patente desde esta segunda-feira uma exposição dedicada à história do Fado.

Intitulada “Fado: canção aberta ao mundo”, a exposição, com painéis, objetos e material em suporte áudio ilustram alguns dos momentos cimeiros da história do fado. De acordo com a Lusa, a exposição traz a Paris uma amostra do espólio do Museu do Fado para uma “viagem pitoresca” por “uma canção aberta ao mundo”, como lhe chamou o musicólogo Rui Vieira Nery.

Na cerimónia de apresentação esteve presente o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, que salientou que o fado resulta de “uma fusão de sonoridades de muitas proveniências” e integra na sua génese a “circulação internacional de canções do mundo” abrangida pela própria história de Portugal.

De acordo com a Rádio Renascença, esta é a primeira ofensiva internacional da candidatura do fado a património imaterial da UNESCO. A exposição é ainda composta por sessenta painéis, 12 dos quais permitem ouvir fado, e seis vitrinas, onde são mostradas pautas ou o processo de construção de uma guitarra portuguesa.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close