Saúde

UMinho cria sensor para monitorizar aneurismas

Uma equipa da Universidade do Minho está a desenvolver um sensor inovador para ser incorporado em cirurgias de correção de aneurismas com o objetivo de monitorizar os doentes no pós-operatório com custos mínimos.
Versão para impressão
Uma equipa da Universidade do Minho está a desenvolver um sensor inovador para ser incorporado em cirurgias de correção de aneurismas com o objetivo de monitorizar os doentes no pós-operatório com custos mínimos.
 
O novo sensor baseia-se numa tecnologia apoiada por telemetria que poderá vir a ser utilizada em intervenções de reparação endo-vascular de aneurismas, as chamadas EVAR. Estas intervenções são postas em prática há cerca de 20 anos e constituem uma alternativa minimamente invasiva à cirurgia convencional, mas têm vindo a ser melhoradas.
 
Graças à incorporação do sensor, será mais fácil seguir os doentes após o procedimento, o que tornará o processo de monitorização mais simples para os médicos e, sobretudo, mais económico e menos incómodo para o paciente.
 
“As vantagens do projeto em que estamos a trabalhar estão no facto de se tratar de uma tecnologia de baixo custo, para além de fazer uma aposta num sensor muito fino e flexível”, explica o coordenador do projeto, Luís Alexandre Rocha, em comunicado. 
 
Desta forma, o sensor pode ser colocado na própria cirurgia de correção do aneurisma, sem a necessidade de cirurgias complementares ou cateteres invasivos. 
 
Segundo os responsáveis, esta inovação vai trazer “vantagens transversais”, já que “permite uma evolução ao nível da eletrónica industrial”, passando-se da utilização de materiais tradicionais, como os silícios, para o trabalho com nano-compósitos.
 
“Este projeto terá desenvolvimentos importantes em materiais simultaneamente flexíveis e condutores, que trabalhem com sensores aplicáveis noutros campos e áreas”, acrescenta Luís Alexandre Rocha.
 
O desenvolvimento do sensor está a ser apoiado pelo MIT Portugal, a FEUP e o Instituto Superior Técnico e conta com o apoio financeiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia.
 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close