Saúde

UE: Mobilidade de doentes começa em 2011

A possibilidade de um doente se poder tratar em qualquer país da União Europeia (UE) será possível já no próximo ano, conforme anunciou esta segunda-feira o comissário europeu da Saúde, John Dalli, citado pela Lusa.

Versão para impressão
A possibilidade de um doente se poder tratar em qualquer país da União Europeia (UE) será possível já no próximo ano, conforme anunciou esta segunda-feira o comissário europeu da Saúde, John Dalli, citado pela Lusa.

Embora a grande maioria dos doentes continue a recorrer a cuidados de saúde existentes no seu próprio país, por vezes os melhores cuidados médicos são ministrados no estrangeiro.

A comissão está a tentar “regular para facilitar a mobilidade dos pacientes” e clarificar as possibilidades de procura de cuidados de saúde, disse o comissário Europeu da Saúde e da Defesa do Consumidor, durante um almoço com jornalistas que decorreu no Centro Jean Monet.

O mesmo responsável referiu ainda a telemedicina como uma hipótese para melhorar significativamente os serviços de saúde europeus.

Sem grandes gastos financeiros, a telemedicina iria permitir melhores cuidados sem a necessidade “de as pessoas se deslocarem”. Contudo, lembra que o maior obstáculo ao serviço de “e-saúde” é a “incompatibilidade dos diferentes sistemas” existentes nos serviços de saúde da Europa.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close