Turismo

Turismo: Nunca tantos estrangeiros dormiram no Norte

Nunca tantos estrangeiros dormiram no Porto e Norte de Portugal. A região alcançou, em 2014, um recorde de 2,6 milhões de dormidas de visitantes do exterior, um valor 13,8% superior ao conseguido no período homólogo do ano anterior.
Versão para impressão
Nunca tantos estrangeiros dormiram no Porto e Norte de Portugal. A região alcançou, em 2014, um recorde de 2,6 milhões de dormidas de visitantes do exterior, um valor 13,8% superior ao conseguido no período homólogo do ano anterior, anunciou a Associação de Turismo do Porto (ATP).

Em comunicado à imprensa, aquela entidade revela que, entre Janeiro e Outubro do ano transato, o número de dormidas de estrangeiros subiu 304.700 face ao mesmo período de 2013.

“No final de 2014 superámos os 2,6 milhões de dormidas de estrangeiros no Porto e Norte de Portugal, quando, de acordo com o PENT – Plano Estratégico Nacional do Turismo – esse objetivo deveria ser alcançado somente no ano de 2015”, congratula-se a ATP.

Segundo a associação, o PENT previa somente um acréscimo de 150 mil dormidas, mas a realidade acabou por superar as expetativas. “Esse objetivo foi duplicado e o crescimento de afluxo de turistas estrangeiros à região registou um número recorde”, lê-se no comunicado.

 A ATP diz acreditar que entre os fatores que contribuem para o sucesso do Porto e Norte de Portugal junto dos turistas provenientes de além-fronteiras estão “a autenticidade e diversidade do destino”, asseguradas pelo “património cultural”, “lazer”, “gastronomia e vinhos”.

A estes elementos junta-se, acrescenta a entidade, “o facto de a região integrar quatro zonas classificadas como Património Mundial pela UNESCO”, despertando o interesse dos visitantes estrangeiros.
 
De acordo com os dados revelados pela ATP, Espanha, França, Brasil, Alemanha e Reino Unido são os cinco países que mais enviam turistas para Portugal, seguindo-se-lhes Itália, Holanda, Estados Unidos, Bélgica e Escandinávia.
 
Novos mercados indiciam estar, entretanto, a demonstrar uma nova preponderância nesta região do país, com destaque para a China, Rússia, Polónia, Irlanda e Índia, informa ainda a associação. 

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close