Negócios e Empreendorismo

Torres Vedras: Carnaval gerou 100 mil euros

O Carnaval de Torres Vedras registou, este ano, um aumento de 50 mil visitantes face a 2011, conseguindo uma receita no valor de 100 mil euros.
Versão para impressão
O Carnaval de Torres Vedras registou, este ano, um aumento de 50 mil visitantes face a 2011, conseguindo uma receita no valor de 100 mil euros. O anúncio foi feito pela Promotorres, empresa municipal responsável pela organização do certame que salientou que o balanço é “altamente positivo”.
 
“Entre sexta (dia 17) e quarta-feira (22) recebemos 350 mil visitantes”, revelou António Esteveira, presidente da empresa, em declarações à agência Lusa. A subida do número de pessoas a querer viver a festa de perto é um dos aspetos mais positivos do balanço, apresentado em conferência de imprensa dada pela organização.
 
Embora se tenha observado “uma ligeira diminuição de público” no corso de terça-feira à tarde, António Esteveira acredita que “a intolerância de ponto reverteu a favor do Carnaval, em termos de exposição mediática”. De acordo com o responsável, “a contestação inteligente” com que a organização marcou “pontos de vista” contribuiu “para dar mais visibilidade” ao evento.
 
Contando com um orçamento de 418 mil euros, o Carnaval registou “um resultado positivo de 100 mil euros”, sendo que o aumento das receitas de bilheteira compensou um decréscimo na publicidade. O balanço positivo foi feito também ao nível da segurança, uma vez que foram registadas apenas cerca de 30 ocorrências de “pequena gravidade” relacionadas com furtos e agressões.
 
O famoso Carnaval de Torres Vedras foi transmitido em direto num canal televisivo nacional e contou ainda com cobertura internacional por parte de órgãos de informação do Brasil, Espanha, Alemanha e França.

Considerando os resultados positivos obtidos, a Promotorres está a estudar a hipótese de “repetir parcerias com as televisões” na próxima edição, que “poderá sofrer alguns ajustes dependendo das alterações ao calendário escolar e da manutenção ou não da interrupção letiva nesta época”, finalizou António Esteveira.


[Notícia sugerida por Sofia Baptista]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close