Ciência

Titanic aloja nova espécie de bactéria

Uma bactéria nunca antes detetada está a ser investigada nos destroços do navio Titanic. Apelidada como Halomonas titanicae, a bactéria foi encontrada nos "rusticles", as formações de ferrugem semelhantes a um pedaço de gelo ou de estalactite que se
Versão para impressão
Uma bactéria nunca antes detetada está a ser investigada nos destroços do navio Titanic. Apelidada como Halomonas titanicae, a bactéria foi encontrada nos “rusticles”, as formações de ferrugem semelhantes a um pedaço de gelo ou de estalactite que se encontram no navio afundado, conforme refere a BBC News.

Amostras destas estruturas, identificadas pela primeira vez aquando da descoberta do Titanic, foram retiradas em 1991 pelo robot submersível Mir 2.

A bactéria tem particular interesse já que pode mostrar como funciona o mecanismo pelo qual estas estruturas de ferrugem se formam e no processo de “reciclagem” que tais micróbios levam a cabo nas estruturas de metal submersas.

De acordo com os investigadores a descoberta tem também relevância para investigar métodos de protecção de gaseodutos que estão submersos no mar.

A H. titanicae foi isolada por cientistas da Dalhousie university e Ontario Science Centre, no Canadá, e pela Universidade de Sevilha a partir das amostras recolhidas em 1991.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close