Saúde

Testada nova terapia contra melanoma avançado

Uma nova terapia, ainda em investigação, contra o melanoma avançado está a mostrar resultados prometedores ao permitir uma redução significativa do tumor em 80% dos casos, conforme revela o estudo publicado no "New England Journal of Medicine".
Versão para impressão
Uma nova terapia, ainda em investigação, contra o melanoma avançado está a mostrar resultados prometedores ao permitir uma redução significativa do tumor em 80% dos casos, conforme revela o estudo publicado no “New England Journal of Medicine”.

O melanoma é um cancro de pele dos mais mortais. De acordo com o investigador norte-americano, “este pode ser o começo de uma medicina personalizada para o melanoma”, uma “patologia difícil de tratar” e na qual “não se têm produzido avanços importantes nos últimos 20 anos”.

A nova terapia foi desenvolvida em parceria com a Roche e Plexxikon com o nome de PLX4032 ou RG7204 e atua contra a mutação genética chamada BRAF, presente em metade deste tipo de tumores, e cuja inibição faz com que os tumores “diminuam com rapidez”, conforme explica a agência Europa Press.

No total foram 87 os participantes incluídos nesta investigação. A maioria tinha melanoma metastático com mutação BRAF (93%). Depois do tratamento com esta molécula, “81% dos pacientes tiveram regressão do tumor. Também se observaram respostas positivas em outras zonas do corpo afetadas como ossos, fígado e pulmão”, segundo apontam os investigadores envolvidos na descoberta, citados pelo jornal El Mundo.

Cada melanoma tem mecanismos moleculares diferentes e quanto mais se conhece mais terapias dirigidas se podem desenvolver com resultados positivos. Há pouco mais de três meses foi publicado outro estudo sobre um novo tratamento, o ipilimumab, com um mecanismo de ação diferente e que estimula as defesas anti-tumor.

O melhor é sempre a prevenção da exposição solar e a revisão dermatológica regular, fundamental para detetar melanomas na fase inicial onde o tratamento é mais eficaz e com mais oportunidades de cura.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close