Ciência

Terra volta a ser "fotografada" pela NASA após 43 anos

A NASA acaba de divulgar a primeira "fotografia" da Terra obtida nos últimos 43 anos. A imagem, que oferece uma visão do planeta a cerca de 1,6 milhões de quilómetros do solo terrestre, foi captada por uma câmara colocada no satélite DSCOVR.
Versão para impressão
A NASA acaba de divulgar a primeira “fotografia” da Terra obtida nos últimos 43 anos. A imagem, que oferece uma visão do planeta a cerca de 1,6 milhões de quilómetros do solo terrestre, foi captada por uma câmara colocada no satélite DSCOVR – Deep Space Climate Observatory.
 
De acordo com a agência espacial norte-americana, a nova imagem da Terra, a cores e em alta resolução, resulta da combinação de três fotografias separadas captadas pela EPIC – Earth Polychromatic Imaging Camera, uma câmara com quatro megapíxeis que “fotografa” através de um telescópio. 
 
Em comunicado, a NASA explica que a câmara é capaz de captar séries de 10 imagens com recurso a diferentes filtros de banda estreita – que vão, praticamente, da luz ultravioleta à infravermelha – utilizando os canais de cor vermelha, verde e azul, o que permitiu a obtenção de um retrato “de qualidade fotográfica”.
 
A “fotografia”, captada no passado dia 6 de Julho, mostra, principalmente, as regiões da América Central e do Norte, correspondendo as áreas centrais de cor azul turquesa aos mares cristalinos das Caraíbas.
 
O aspeto “atmosférico” da imagem deve-se, de acordo com a NASA, aos efeitos da luz solar dispersa pelas moléculas de ar e será removido pelos especialistas das próximas fotografias, que deverão começar a ser captadas diariamente assim que o satélite dê início à aquisição regular de dados, possibilitando um acompanhamento das variações que afetam o planeta no dia-a-dia.


“Manchas” azul turquesa visíveis na imagem correspondem aos mares cristalinos das Caraíbas © NASA
 

As novas imagens, que estarão disponíveis logo entre 12 a 36 horas após a captação, vão ser, todas elas, publicadas num site criado especialmente para o efeito e que vai ser lançado pela NASA já em Setembro deste ano. 
 
“A primeira imagem do nosso planeta captada pelo DSCOVR demonstra os benefícios únicos e importantes da observação da Terra a partir do espaço”, considera Charlie Bolden, administrador da NASA e antigo astronauta, em declarações divulgadas pela agência espacial.
 
“Estando na posição de ex-astronauta, que me deu o privilégio de observar a Terra em órbita, quero que todos tenham a possibilidade de ver e apreciar o nosso planeta enquanto sistema integrado e interativo”, destaca Bolden.
 
Segundo o responsável, “as observações da Terra feitas pelo DSCOVR, bem como as suas medições e as previsões antecipadas de eventos meteorológicos causados pelo sol, vão ajudar-nos a todos a acompanhar as mudanças constantes do planeta e a compreender como este se encaixa na sua 'vizinhança' do sistema solar”.

Clique AQUI para ver a nova “fotografia” da Terra em alta resolução.

Notícia sugerida por David Ferreira

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close