Ciência

Terra tinha vida há 3400 milhões de anos

NULL
Versão para impressão
Pequenas formas microbianas que ficaram fossilizadas em rochas no continente australiano, são a prova de que havia vida no planeta Terra há cerca de 3400 milhões de anos. O estudo é de uma equipa de investigadores da Universidade da Austrália Ocidental e foi publicado este domingo no site da revista Nature Geoscience.

Há cerca de 3400 milhões de anos o planeta Terra tinha o ambiente certo para a proliferação de pequenas formas de vida que, em vez de oxigénio, respiravam enxofre. São formas microbianas que ficaram fossilizadas em rochas dessa altura, no continente australiano, de acordo com o estudo publicado no site da revista.

“O que podemos dizer é que a vida primitiva é muito simples, é formada por células únicas e cadeias pequenas”, disse David Wacey, autor do artigo, em declarações ao jornal Guardian.

Formas microbianas respiravam enxofre

O autor sublinha ainda que “as novas provas da nossa investigação mostram que as primeiras formas de vida utilizavam enxofre, vivendo e metabolizando compostos que continham enxofre e não oxigénio, para a energia e para o crescimento”.

Dentro de alguns dos fósseis, Wacey descobriu que as estruturas que parecem micróbios se desenvolveram e se multiplicavam. Esta descoberta poderá ser um dos indícios mais antigos da existência de vida.

A equipa de Wacey conseguiu determinar, através de técnicas microscópicas, que os fósseis são estruturas com formas de células agrupadas e com cristais de pirite à volta das paredes celulares.

Por outro lado, os investigadores apontam que a pirite, um mineral com a cor do ouro, é um dos produtos do metabolismo do enxofre.

Clique AQUI para conhecer o curriculum de David Wacey.

Clique AQUI para ler parte do estudo da Nature Geoscience.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close