Saúde

Técnica menos invasiva prevê partos prematuros

A medição das contrações uterinas, realizada fora do abdómen a partir de um elétrodo de gesso é o novo método que permite prever nascimentos prematuros, a principal causa de morte de recém-nascidos e de deficiências permanentes. A inovadora técnica,
Versão para impressão
A medição das contrações uterinas, realizada fora do abdómen a partir de um elétrodo de gesso é o novo método que permite prever nascimentos prematuros, a principal causa de morte de recém-nascidos e de deficiências permanentes. A inovadora técnica, desenvolvida por uma investigadora holandesa, é mais confortável para as grávidas e menos arriscada para a saúde e bem-estar do feto.

Rabotti Chiara, da Universidade de Tecnologia de Eindhoven, espera que a técnica esteja disponível em cinco anos nos hospitais, para ser aplicada em casos de complicações de parto.

A investigadora desenvolveu o método a partir de instrumentos de medição da pulsação já existentes, mas que, até ao momento, nunca tinham sido utilizados para medir a atividade uterina. Além disso, Rabotti Chiara desenvolveu um modelo matemático que converte sinais elétricos em gráficos, adianta o portal CiênciaHoje.pt.

Desta forma, a investigadora conseguiu obter resultados tão fidedignos quanto os das técnicas utilizadas atualmente para o mesmo efeito, bem mais invasivas para a grávida.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close