Saúde

Tecido renal criado a partir de células estaminais

Pela primeira vez a nível mundial, um grupo de investigadores conseguiu desenvolver tecido renal a partir de células estaminais pluripotentes, o que constitui uma primeira etapa para, eventualmente, ajudar milhões de pessoas que dependem da diálise.
Versão para impressão
Pela primeira vez a nível mundial, um grupo de investigadores conseguiu desenvolver tecido renal a partir de células estaminais pluripotentes induzidas (IPS, na sigla em inglês). O trabalho dos cientistas japoneses constitui uma primeira etapa para, eventualmente, ajudar milhões de pessoas que dependem da diálise.
 
De acordo com a France Presse, o trabalho desenvolvido por Kenji Osafune, da Universidade de Quioto, no Japão, e pelos seus colegas, permitiu a criação de tecidos da mesoderme intermediária, material que é o principal composto dos rins, com uma taxa de sucesso superior a 90% após 11 dias de cultura.
 
Durante este processo, as células estaminais pluripotentes induzidas foram criadas a partir de células adultas conduzidas a um estado quase embrionário através da expressão de quatro genes – normalmente inativos nas células adultas – para que consigam uma nova imaturidade e a sua capacidade de se transformarem em todos os tipos de células.
 
Osafune e a sua equipa desenvolveram, então, parte de um túbulo urinário, um pequeno tubo no rim envolvido na produção de urina. Em declarações, via telefone, àquela agência noticiosa, o especialista afirmou que esta “é uma etapa muito importante”.
 
O professor sublinhou, no entanto, que ainda há numerosos obstáculos a ultrapassar até que seja conseguido um tratamento médico, visto que os rins têm uma estrutura complexa e difícil de recuperar depois de danificada. “Não sabemos ainda se um enxerto de células regeneradas permitirá realmente curar a doença renal”, admitiu. 
 
Durante a investigação, cujos resultados foram publicados no site da revista científica Nature Communications, a equipa descobriu também que as células suprarrenais e as células glandulares podem ser cultivadas utilizando o mesmo método.

Clique AQUI para aceder ao resumo do estudo (em inglês). 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close