Sociedade

Sistema único português protege idosos isolados

Um novo sistema de monitorização permite acompanhar, 24 horas por dia, os idosos que vivem sozinhos em casa. O LISA 24 é um projeto inovador e único no mundo, criado por uma empresa portuguesa, para combater o isolamento.
Versão para impressão
Um novo sistema de monitorização permite acompanhar, 24 horas por dia, os idosos que vivem sozinhos em casa. O LISA 24 é um projeto inovador e único no mundo, criado por uma empresa portuguesa, que ajuda a combater o isolamento destas pessoas e evitar que sofram em silêncio.

por Márcia Moço

 
O LISA 24 pode ser instalado em qualquer ponto do país e o idoso não necessita de ter telefone para que o sistema funcione nem para que a comunicação seja estabelecida.

O aparelho permite à pessoa comunicar com o exterior e monitoriza o seu comportamento ao longo de todo o dia, através de um detetor de movimentos que funciona sem câmaras de vigilância ou sistemas de deteção de som.

 
Joaquim Cunha, responsável da empresa Number One, explicou ao Boas Notícias que este “não é um sistema de teleassistência”, mas sim um serviço que “cumpre uma função social específica que nenhum outro sistema consegue cumprir”.
 
O sistema é programado para estabelecer contacto com pessoas responsáveis pelo idoso, familiares ou amigos, e com entidades de segurança e de assistência, como é o caso da GNR ou da Santa Casa da Misericórdia.
 
Estes agentes exteriores são contactados à distância, através de mensagens de texto para telemóvel(SMS), para que possam obter informações vitais sobre o idoso alertando se, por exemplo, a pessoa estiver demasiado tempo imóvel – o que pode indicar um desmaio ou uma queda.

LISA 24 alerta até 16 contactos diferentes
 

O primeiro teste do LISA 24, realizado entre Novembro de 2012 e Janeiro de 2013,  foi feito em casa de uma idosa de 92 anos, tendo cumprido todos os requisitos estabelecidos pela empresa de Tomar.

“Dada a sua versatilidade em termos de programação à medida do cliente, o LISA 24 está neste momento instalado em mais de 20 casas de idosos com necessidades totalmente distintas”, contou Joaquim Cunha ao Boas Notícias.

 
Para além do detetor, o idoso tem também ao seu dispor um botão de ajuda que emite mensagens de textos para os números de telefone programados.

Este botão pode ser acionado em qualquer altura e consegue enviar alertas para um número máximo de 16 contactos diferentes, pelo preço único de uma SMS. O sinal é detetado e a pessoa é contactada de imediato.


25 mensagens por mês 
 
O LISA 24 contempla ainda um sensor de abertura e fecho da porta de casa que permite alertar a pessoa ou entidade responsável se o idoso se ausentou da sua habitação por demasiado tempo.
 
O equipamento custa cerca de 200 euros mas Joaquim Cunha salienta que “é um sistema relativamente barato” já que a sua manutenção não implica a fidelização por mensalidades obrigatórias e garante uma média de 25 mensagens de texto por mês. 

Todos os componentes deste sistema de alarme invertido (que em vez do movimento deteta a ausência de movimento) são produzidos em Portugal, à exceção dos sensores que vêm da China.

Apesar de apenas ter chegado ao mercado à escassos meses, Joaquim Cunha revela que já estão a ser feitos contactos em Espanha e em Inglaterra para comercialização deste sensor amigo dos idosos.

Clique AQUI para aceder ao PDF de apresentação do LISA 24.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close