Em Destaque Sociedade

Sérgio Oliveira: Terapia das emoções

Felizmente são cada vez mais as possibilidades disponíveis para fazermos trabalho emocional.
Versão para impressão

por Sérgio Oliveira, responsável da SPOTS (Segredo para o teu sucesso)

Quando pensamos na palavra emoção, é provável que a primeira coisa que nos vem à cabeça seja coisas como alegria, raiva, medo, felicidade e isso faz todo o sentido pois de acordo com a psicologia, uma emoção pode ser descrita como um conjunto de reações variáveis na duração e na intensidade, que ocorrem no corpo e no cérebro, geralmente desencadeadas por um conteúdo mental. O que é, na minha opinião, ainda mais interessante é que a primeira definição que aparece no dicionário é “acto de deslocar”. Talvez não saiba, mas realmente a palavra emoção tem origem no latim e originalmente o seu significado está relacionado com movimento. Dito isto, considero que, em primeira análise uma emoção é um sinal do nosso inconsciente a dizer “mexe-te, faz qualquer coisa!”.

Quando é que as emoções começam a ser um problema?

A vida que a maior parte das pessoas leva hoje em dia é atribulada, ocupada e exigente o que faz com que muitas vezes mal tenhamos tempo para nós e para perceber e sentir o que “vai cá dentro”. São inúmeras as distrações e ruídos que fazem com que habitualmente não prestemos atenção às nossas emoções. A juntar a tudo isto, culturalmente o tema emoções também tem muito que se lhe diga, pois somos desde pequenos ensinados a evitar demonstrações de emoções em público, no caso dos rapazes ouvia-se e ainda se ouve coisas como “um homem não chora”, etc.

O que podemos fazer então?

Felizmente são cada vez mais as possibilidades disponíveis para fazermos trabalho emocional. Uma delas dá pelo nome de MindBody Training® e consiste numa metodologia que inclui ferramentas valiosas de Desenvolvimento Pessoal como o Coaching, a Programação Neuro Linguística, Linha do Tempo Avançada e Hipnose. A conjugação destas técnicas faz com que, em muitos casos seja possível alterar a forma como nos relacionamos com o nosso passado num relativo curto espaço de tempo.

Porque é importante trabalhar as emoções negativas do passado?

O nosso cérebro inconsciente está constantemente a fazer uma avaliação das experiências presentes e para isso recorre ao resultado de memórias passadas. Ou seja, podemos dizer que as nossas decisões no presente são em boa parte condicionadas por experiências passadas.

Por exemplo, se um dia no passado ao atravessar uma rua eu fui atropelado, o meu cérebro vai avaliar a situação várias vezes quando eu for atravessar uma estrada e, caso o acontecimento tenha sido traumático, é provável que o meu cérebro bloqueie o ato de atravessar a estrada e isso se torne num problema para a minha vida.

Quando começamos a fazer trabalho emocional recorrendo à metodologia MindBody Training®, vamos reenquadrar e atribuir um novo significado às memórias passadas e negativas. Mais ainda, vamos retirar novas tomadas de consciência e aprendizagens que nos irão proporcionar novas escolhas no futuro, permitindo assim tomar novas decisões diferentes das do passado que eram condicionadas. Voltando ao exemplo anterior, será provável que depois de eu ter sido ajudado por um coach especialista em MindBody Training®, eu volte a atravessar a estrada sem qualquer receio, mas tomando outro tipo de cautelas que não tomei no passado.

Isto é válido para relacionamentos dolorosos do passado, para traumas, fobias, bloqueios, limitações que verbalizamos dizendo coisas como “não consigo ter um relacionamento”, “nunca terei dinheiro suficiente”, “não tenho sorte na vida” entre outras. E habitualmente este trabalho é realizado num curto espaço de tempo, durando geralmente algumas horas apenas.

A outra razão pela qual é muito importante fazermos trabalho emocional e “limpar” o passado tem a ver com a nossa saúde. São cada vez mais as evidências científicas que demonstram que  as emoções negativas fazem mal ao corpo e estão na origem de várias doenças conhecidas e que afetam grande parte da população. Por exemplo, tem sido observado por vários médicos uma forte relação entre raiva acumulada do passado e propensão a problemas cardiovasculares, sabemos que o stress afeta o funcionamento adequado de vários órgãos, como por exemplo os intestinos.

As emoções positivas e a capacidade de lidar com emoções negativas estão intimamente ligadas à satisfação de viver e à qualidade de vida que experimentamos. Dito isto, parecem haver motivos de sobra para fazer jus à palavra emoção e pôr-se em movimento, em ação no sentido de fazer algo por si e pelas suas emoções. Mexa-se!

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close