Cultura

Saramago: casa de Lanzarote será um museu

A principal sala da Biblioteca do Palácio Galveias, em Lisboa, vai ser baptizada com o nome de José Saramago, na próxima terça-feira. Antecipando a ocasião, Pilar del Rio revelou, em entrevista ao jornal Público, que a casa do escritor em Lanzarote s
Versão para impressão
A principal sala da Biblioteca do Palácio Galveias, em Lisboa, vai ser baptizada com o nome de José Saramago, na próxima terça-feira. Antecipando a ocasião, Pilar del Rio revelou, em entrevista ao jornal Público, que a casa do escritor em Lanzarote será transformada num museu com residência de escritores seniores.

Pilar del Rio estará na capital portuguesa para a cerimónia no Palácio Galveias, que decorre no dia em que passam 88 anos sobre o nascimento do Nobel da Literatura e vai incluir a leitura da tradução de José Saramago do romance de León Tolstoi “Anna Karenina”. A iniciativa faz parte do projeto “León Tolstoi e José Saramago – Dois Aniversários”.

A viúva do Saramago antecipou a data, em entrevista ao Público, onde adiantou que a casa de ambos em Lanzarote, no arquipélago das Canárias, funcionará como casa-museu com “cheiro a café português”, com residência para escritores seniores.

Na mesma terça-feira, estreia nas salas de cinema José e Pilar, de Miguel Gonçalves Mendes. À noite, no Lux-Frágil, também em Lisboa, é apresentada a banda sonora do filme, com Camané, Noiserv, Pedro Gonçalves (Dead Combo) e Pedro Granato.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close