Em Destaque Sociedade

Saiba qual o supermercado mais barato

A liderança dos preços baixos
Versão para impressão
O Jumbo recupera o título de cadeia mais barata no último estudo a preços dos supermercados da Deco Proteste. Para uma família que gasta € 150 por mês nas grandes superfícies comerciais, a poupança pode chegar aos 250 euros por ano.

O Jumbo volta a ser a cadeia de supermercados mais barata em Portugal continental, à semelhança do que aconteceu em junho de 2017. Este é o resultado da última atualização do estudo, com base nos preços recolhidos entre setembro e novembro de 2017.

O Continente e o Continente Modelo, anteriores líderes, seguem logo atrás neste estudo, com uma média de preços 2% mais cara do que no Jumbo, para o mesmo cabaz de produtos.

Já o Pingo Doce conseguiu subir um lugar na tabela e aproximar-se das cadeias dos grupos Auchan e Sonae. Em outubro de 2017, o custo médio do cabaz no Pingo Doce era 10% mais caro do que no líder. Agora, a diferença é de 7 por cento.

Para comprar o mesmo cabaz de produtos nas lojas de desconto Lidl e Minipreço, gasta-se mais 14% do que no Jumbo.

Lisboa, Porto e Setúbal são os distritos onde é possível obter poupanças mais significativas, escolhendo o supermercado certo. Para uma família que gaste € 150 mensais no supermercado, a poupança anual pode chegar aos 250 euros.

Conheça as cadeias mais baratas

Todas as atualizações do estudo a supermercados são feitas com base num cabaz com os produtos das marcas mais vendidas em Portugal, entre frescos, congelados, mercearia e produtos e higiene pessoal e do lar. Mais de um terço do cabaz (38%) é composto por produtos das marcas próprias de gama média de cada uma das lojas e os restantes 62% são preenchidos com marcas de fabricante. No total, recolhemos 110 290 preços para um cabaz selecionado de 141 produtos, em 70 concelhos.

Para construir um ranking das cadeias mais baratas em Portugal, analisámos aquelas que figuram em, pelo menos, 10 distritos. As lojas que vendem os produtos do cabaz selecionado por um preço inferior obtêm melhor classificação . Não são considerados descontos em cartão, nem promoções condicionadas, que obriguem à aquisição de outros produtos para beneficiar do desconto.

À cadeia de supermercados mais barata atribuímos o índice 100. As restantes vão registando índices superiores, onde cada ponto acima de 100 significa que o mesmo cabaz fica 1% mais caro.

Madeira e Açores com concorrência apertada

Troca nos lugares de topo. O Pingo Doce, do grupo Jerónimo Martins, lidera atualmente o ranking das cadeias de supermercados mais baratos no Funchal, na ilha da Madeira. O Continente Modelo desce para a segunda posição, com preços médios 1% mais caros do que os do Pingo Doce para o mesmo cabaz de produtos.

Já nos Açores, o Continente Modelo mantém o primeiro lugar do ranking em Ponta Delgada e Angra do Heroísmo. No entanto, na ilha Terceira, a liderança é partilhada com os supermercados Guarita e em Ponta Delgada o Solmar encurta a distância.

Encontre o mais barato da sua região

Se o Jumbo é a cadeia de supermercados mais barata ao nível nacional, tal não significa necessariamente que seja o mais barato da sua região. E para o descobrir, nada melhor do que personalizar o seu próprio cabaz no simulador. Selecione o seu distrito e concelho e pesquise os cabazes mais utilizados nas suas compras, entre mercearia, fruta e legumes, carne, peixe, laticínios, bebidas, congelados, higiene pessoal e limpeza da casa.

Jumbo vence na internet

O campeão dos preços baixos nas lojas físicas é também o mais barato na internet. O Jumbo Online lidera o ranking das cadeias de supermercados mais baratas no mundo virtual desde 2016. O Continente ocupa agora o segundo lugar neste ranking, com a sua plataforma Continente Online a praticar preços 2% mais caros do que o Jumbo, para o mesmo cabaz de produtos selecionados.
O terceiro lugar do pódio é arrebatado pelo site do Intermarché, que nunca tinha estado tão próximo do líder da tabela. Para a totalidade do cabaz considerado, os preços praticados pelo Intermarché são, em média, 4% mais caros do que os do Jumbo. Já o El Corte Inglés cai, nesta edição do estudo, para o quarto lugar, enquanto o Froiz se mantém no último patamar da tabela, embora melhore o seu índice (era 115 em outubro de 2017).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close