Negócios e Empreendorismo

Sabão português feito com azeite e cera de abelha

Nos dias que correm, o interesse pelos produtos naturais não pára de aumentar. Foi por esse motivo que duas amigas portuguesas decidiram recuperar a tradição para fazer nascer, em Mira d'Aire, no coração do país, a marca Raíz do Sabão.
Versão para impressão
Nos dias que correm, o interesse pelos produtos naturais não pára de aumentar. Foi por esse motivo que duas amigas portuguesas decidiram recuperar a tradição para fazer nascer, em Mira d'Aire, no coração do país, a marca Raíz do Sabão, que produz sabões artesanais feitos com ingredientes vindos da Natureza e com benefícios para a pele que os sabonetes industrializados não conseguem igualar.
 
por Catarina Ferreira  
 
Em entrevista ao Boas Notícias, Maria de Fátima Vieira, de 46 anos, uma das mentoras do projeto, explica que o interesse por estes sabonetes – em que o azeite é o ingrediente rei – se manifestou inicialmente “graças à participação em workshops e vários estudos e experiências”. 
 
Maria de Fátima e Ana Cristina Silva, amigas de longa data, começaram, então, a cultivar este gosto, produzindo, artesanalmente, sabonetes para oferecer a familiares e amigos. O sucesso foi tal que o salto para o negócio foi um passo natural. “Como o produto foi muito apreciado por todos pensámos em começar a comercializar”, recorda Maria de Fátima.
 
Segundo a empreendedora, os sabonetes Raiz do Sabão “são feitos de forma totalmente artesanal e criados através de óleos essenciais, ervas aromáticas [muito comuns naquela região do país], hidróxido de sódio, cera de abelhas e azeite”, componentes que os tornam um produto “natural, saudável e de qualidade”. 
 
“Começamos por fazer a junção dos ingredientes, de acordo com uma sequência específica, até obtermos uma mistura homogénea e cremosa. Depois, esta mistura é colocada em formas de madeira, onde fica a repousar durante alguns dias” para se transformar em sabonete através de um processo denominado saponificação, desvenda Maria de Fátima ao Boas Notícias. “Após 45 dias [os sabões] já estão curados e prontos a usar”, acrescenta. 
 
O resultado final deste processo, feito localmente, são sabonetes 100% naturais que podem ser em barra, ou, por exemplo, em forma de coração. Quanto aos aromas, são também para todos os gostos: vão da canela ao limão e laranja, passando pelo alecrim (com pedacinhos de cortiça para esfoliar a pele) e pela alfazema.

Exportação é um dos próximos objetivos
 

Apesar de o sabão de azeite, antigamente muito apreciado, ser um produto que caiu em desuso, Maria de Fátima e Ana Cristina pretendem, com este negócio, revolucioná-lo, dando-lhe uma nova identidade caraterizada pela inovação mas, também, pela qualidade, já que estes “fazem bem à pele” e apresentam benefícios muito superiores aos produzidos em série para venda em grandes superfícies.


Presença em feiras tem sido aproveitada pelas empreendedoras para divulgar estes sabonetes artesanais
 

É certo que o processo de produção é dispendioso – nomeadamente porque o azeite é um produto caro -, mas os sabonetes são vendidos a um preço amigo da carteira (que varia entre os 4 e os 6 euros), pelo que “a resposta [por parte dos clientes] tem sido positiva”, garante Maria de Fátima, sublinhando que “o interesse por produtos naturais e tradicionais está a crescer”, o que ajuda o negócio.
 
Os sabonetes Raíz do Azeite estão à venda “sobretudo em lojas de turismo” espalhadas por Portugal, maioritariamente no centro do país, mas podem também ser adquiridos através da loja online da marca, que pode visitar clicando AQUI.
 
Os próximos objetivos das duas empreendedoras, que têm apostado na divulgação deste produto em diversas feiras e eventos similares, passam pela “angariação de um grande número de lojas parceiras” e também pelo início da exportação, antecipa Maria de Fátima. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close