Desporto

Ruben Faria consegue feito histórico e lidera o Dakar

O motard português Ruben Faria, em KTM, subiu, esta segunda-feira, ao primeiro lugar no Dakar 2013. O piloto nacional alcançou o feito histórico depois de ter garantido a quarta posição na 9ª etapa da prova.
Versão para impressão
O motard português Ruben Faria, em KTM, subiu, esta segunda-feira, ao primeiro lugar no Dakar 2013, que está a decorrer no Peru, Argentina e Chile. O piloto nacional alcançou o feito histórico depois de ter garantido a quarta posição na 9ª etapa da prova em que o vencedor foi o francês Cyril Desprès e durante a qual o anterior líder, David Casteu, da Yamaha, foi deixado para trás após problemas mecânicos e um choque com uma vaca.
 
Ruben Faria ascendeu, assim, ao cimo da classificação geral no final do dia e depois de concluída a mais longa etapa da edição de 2013 com 593 quilómetros ao cronómetro entre San Miguel Detucumán e Córdoba. O português detém, agora, 5.23 minutos de avanço para o colega de equipa Cyril Desprès, seguido de perto por Lopez Contardo.
 
“Foi um dia perfeito! O Cyril ganha a etapa e recupera grande parte do tempo perdido e eu passo a liderar o Dakar! Esta foi a estratégia definida pela equipa KTM/Red Bull e estamos, para já, dentro dos objetivos”, afirmou Faria, citado numa nota na sua página oficial do Facebook.
 
“Vamos continuar a lutar forte para garantir alguma vantagem sobre os nossos adversários mais diretos, pois estamos todos muito juntos e no Dakar tudo pode acontecer”, acrescentou o motard, que dedicou o resultado a todos os “patrocinadores”, “fãs”, claro, à “família.

Secretário de Estado já felicitou Ruben Faria

 
Entretanto, o secretário de Estado do Desporto, Alexandre Mestre, fez já questão de felicitar Ruben Faria pelo “feito histórico” de liderar o Dakar 2013 ao fim de nove etapas.
 
“Gostaria de felicitar publicamente o Ruben Faria pelo feito histórico hoje atingido – o primeiro lugar de uma prova tão mítica quanto competitiva como é o Dakar”, afirmou, em comunicado, Alexandre Mestre.
 
O secretário de Estado do Desporto considerou ainda que “este feito notável atesta a valia e a vitalidade dos pilotos portugueses, nomeadamente nas motos todo-o-terreno, engrandecendo e muito honrando o nome de Portugal e o desporto português”. 
 
Na prova participaram também outros portugueses, nomeadamente Hélder Rodrigues, em Honda, que foi o quinto mais rápido da etapa, subindo do 14º lugar para o 7º da geral. Já Paulo Gonçalves, em Husqvarna, subiu de 24º para 19º na tabela provisória, depois de penalizado com 15 minutos.
 
Na mesma equipa, Pedro Bianchi Prata, que partiu em 92º da geral, foi penalizado em 1.30h, sendo-lhe atribuído o 16º tempo e subindo, assim, à 80ª posição. 
 
Já o estreante Mário Patrão, em Suzuki, foi 70º na 9ª etapa, tendo caído de 39º para 41º da geral em consequência de uma hora de penalização. 

Esta terça-feira vai disputar-se a 10ª etapa, entre Córdoba e La Rioja, com um total de 636 quilómetros, dos quais 357 de especial cronometrada. Durante a etapa, os concorrentes irão deparar-se, novamente, com um percurso muito técnico, grande parte dele no meio da floresta.

A 14ª e última etapa do Dakar 2013 está marcada para o próximo dia 19 de Janeiro e vai unir La Serena a Santiago, capital chilena, ao longo de 502 quilómetros.
 

[Notícia sugerida por Elsa Martins, Vítor Fernandes e Rui Rodrigues]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close