Ambiente

Reciclagem: soutiens viram isoladores acústicos

Graças a uma campanha de duas marcas internacionais entregar soutiens velhos nas lojas indicadas dão direito a descontos entre os 3 e os 5 euros na compra de novas peças. O ambiente também fica a ganhar já que os soutiens velhos são depois reciclados
Versão para impressão
Graças a uma campanha de duas marcas internacionais entregar soutiens velhos nas lojas indicadas dão direito a descontos entre os 3 e os 5 euros na compra de novas peças. O ambiente também fica a ganhar já que os soutiens velhos são depois reciclados para utilização no fabrico de painéis isoladores e de absorção sonora.

Em Portugal, essa estratégia está agora a ser praticada pela Intimissimi e Triumph, sendo que a marca italiana desconta três euros ao valor de um soutien novo na retoma de um velho e a alemã, no mesmo procedimento, abate 5 euros na compra do cliente.

“Somos a primeira marca de roupa íntima a propor a destruição e reciclagem de soutiens velhos com a finalidade de produzir painéis absorventes e isoladores de som capazes de atenuar vários tipos de poluição sonora e de assegurar excelentes performances de insonorização em qualquer estrutura”, explica Francesca Vellano, do Departamento de Comunicação e Imagem do grupo Calzedonia, que detém a Intimissimi.

Os soutiens usados recolhidos nas 58 lojas que a Intimissimi tem em todo o país vão ser entregues à empresa OVAT Campagnari SRL, que Francesca Vellano aponta como “líder na recolha e recuperação de materiais”.

Só no que se refere ao tratamento de resíduos e desperdícios derivados de fiação, tecelagem, malharia e embalagens, a empresa processou o ano passado mais de 1.000 toneladas de material, transformado depois em produtos semi-acabados para reingresso na linha produtiva, como é o caso de absorventes acústicos, isoladores térmicos, estofados, materiais de limpeza e cortinas.

Benefícios para a saúde
Madalena Moniz Pereira, chefe do Departamento de Marketing da Triumph Portugal, recorda que esta prática de incentivo à reciclagem de soutiens usados foi lançada na Alemanha em 2009, revelando-se um “case study de sucesso” que depois “foi adoptado por outras marcas da concorrência”.

A Portugal, a campanha chegou em março de 2010 e resultou num “êxito de vendas”, até porque, “numa altura em que a crise económica anda de mãos dadas com os consumidores, é natural que as marcas – umas mais criativamente, outras menos – criem soluções que vão de encontro às expectativas dos seus clientes”.

Madalena Moniz Pereira realça também que a reciclagem de soutiens tem ainda um efeito prático na saúde das utilizadoras.

“Agora, mesmo numa altura de crise, as mulheres vão poder trocar os soutiens cujas alças lhes fogem dos ombros, que têm elásticos frouxos ou que pura e simplesmente não as fazem sentir confortáveis”, conclui.

À campanha da Triumph aderiram em Portugal 25 lojas, 20 ´franchisados´ e mais de 100 clientes com representações várias, mas a chefe do Departamento de Marketing da marca não adianta que tipo de utilização será dado aos soutiens usados a nível de reciclagem.

[Noticia sugerida pelas utilizadoras Elsa Martins, Raquel Baêta e Patricia Guedes]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close