Inovação e Tecnologia

Quem se lembra da vida antes do Google?

O motor de pesquisa Google comemora, esta quinta-feira, o seu 14º aniversário. E, sem dúvida, está de parabéns. O Google tornou-se uma espécie de serviço público internacional indispensável no dia-a-dia de milhões de utilizadores.
Versão para impressão

O motor de pesquisa Google comemora, esta quinta-feira, o seu 14º aniversário. E, sem dúvida, está de parabéns. Mais do que uma marca, o Google tornou-se uma espécie de serviço público internacional indispensável no dia-a-dia de milhões de utilizadores de internet.

Passaram 14 anos desde que, em 1998, dois alunos da Universidade de Stanford (EUA), Larry Page e Sergey Brin, se juntaram para criar a empresa que viria a mudar para sempre a forma como navegamos na internet, tornando as pesquisas online mais simples e apuradas.

Apesar de ter sido fundada no início de Setembro, a empresa escolheu o dia 27 como data do início de suas operações. Para assinalar a efeméride, o Google apresenta hoje um Doodle onde se vê um bolo com 14 velas. À passagem do rato, as velas apagam-se e algumas fatias do bolo desaparecem para formar a palavra Google.

Mil milhões de utilizadores únicos por mês

Hoje em dia, o Google é o motor de pesquisa mais usado no mundo (alguém conhece mais algum?) e, segundo os relatórios da comScore, a Europa é o continente onde o motor é mais influente, com Portugal no topo da lista: 94% dos portugueses usam o Google para navegar online.

No total, segundo dados de 2011, o Google é utilizado por mil milhões de utilizadores por mês. Um facto curioso: 15% das pesquisas feitas diariamente no motor são inéditas, ou seja, nunca teriam sido feitas anteriormente.

Crianças preferem o Google aos pais para tirar dúvidas

A eficácia do Google já conquistou, também, os alunos de vários níveis de ensino – da primária ao secundário – que usam o motor para esclarecer todo o tipo de dúvidas.

Isto, pelo menos no Reino Unido onde o instituto Birmingham Science City fez um estudo que envolveu 500 crianças com idades entre 6 e 15 anos. Do total de entrevistados, 54% revelaram que preferem consultar o Google em vez dos pais ou professores quanto precisam confirmar alguma informação.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close