Cultura

Quadro de Paula Rego pode bater recorde em leilão

NULL
Versão para impressão
O quadro de Paula Rego, “Looking Back”, avaliado num valor recorde superior a meio milhão de euros, será leiloado pela Christie’s, esta terça-feira, em Londres.

A estimativa base da Christie's para “Looking Back” situa-se entre os 600 mil e as 800 mil libras (de 672,6 mil a 896,8 mil euros), superando as 558 mil libras (740 mil euros, no câmbio da altura), licitadas por “Baying”, em 2008, na rival Sotheby´s, segundo comunicado da Lusa.

O valor deve-se ao significado e importância da tela na vida e carreira de Paula Rego, que terminou a obra em 1987, ano em que foi mostrada pela primeira vez em Londres, na galeria Edward Totah.

O valor da obra

John McEwen, autor de dois livros sobre o trabalho de Paula Rego, sublinha que “na carreira de todos os artistas famosos há uma exposição que marca a viragem e, para Paula Rego, foi esta”, referindo-se à mostra na galeria Edward Totah.

Segundo John McEwen, foi nesta exposição que Paula Rego “mostrou o controlo total e metafórico do gosto em contar histórias de forma subversiva, que antes tinha sido feito através do uso de animais como personagens”.

“Looking Back” foi exposto em Lisboa, na Fundação Gulbenkian e no Museu da Fundação Serralves, no Porto, em 1988, e no Centro Cultural de Belém, em 1997, ano em que Paula Rego teve uma retrospetiva no Museu Tate Britain em Liverpool.

O quadro vai a leilão em conjunto com as obras de Kay Saatchi, ex-mulher do colecionador de arte Charles Saatchi, adquirida após uma retrospectiva na Serpentine Gallery, em 1988, em Londres.

“Looking Back”: o significado

O quadro é visto como um estudo das relações entre mulheres, mostrando duas figuras femininas reclinadas sobre uma mesa, enquanto uma criança está ajoelhada no chão, junto a um cão.

O catálogo do leilão refere o modo como a obra materializa as emoções da artista, numa altura em que o marido, o também pintor Victor Willing, que morreu em 1988, já se encontrava muito doente.

Uma interpretação do quadro encontra, nas figuras da criança e do cão, uma representação da crescente dependência de Willing (o cão) em relação à pintora (a criança), que até então permanecera na sombra do artista inglês.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close