Ambiente

Puma compromete-se a abandonar produtos tóxicos

NULL
Versão para impressão
A Puma foi a primeira marca desportiva de ní­vel mundial a subscrever a campanha “Detox”, da Greenpeace, comprometendo-se a abandonar completamente a utilização de produtos quí­micos tóxicos no fabrico de vestuário e calçado até 2020.

Aquela que é a terceira maior marca desportiva do mundo, atrás da Nike e da Adidas, anunciou a sua posição apenas duas semanas depois de a Greenpeace ter denunciado que vários fornecedores daquelas marcas despejam produtos tóxicos diretamente nos rios da China.

No âmbito do anúncio que fez, a marca alemã compromete-se a uma “mudança global” na sua política industrial, designadamente no tratamento de químicos, a diminuir os ní­veis de emissão de poluentes e a eliminação das descargas de produtos tóxicos.

A Puma garante ainda que apresentará um plano de ação detalhado nos próximos dois meses.

A Greenpeace já se congratulou com a iniciativa da Puma, mas salienta que a campanha “Detox” é dirigida às três marcas líderes mundiais.

“Este apelo da Greenpeace é para que estas três companhias mostrem vontade de liderar um processo no sentido de tornarem mais transparente o uso de químicos tóxicos nos processos de fabrico”, afirmou Beau Baconguis, da organização ambientalista.

[Esta notícia foi sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close