Negócios e Empreendorismo

Projeto quer valorizar cogumelos silvestres lusos

O objetivo é explorar o potencial desta riqueza natural, cujo preço nos mercados internacionais é muito elevado e que pode gerar retornos económicos significativos.
Versão para impressão
A BLC 3 – Plataforma para o Desenvolvimento da Região Interior Centro e a Universidade de Coimbra uniram-se num projeto biotecnológico com o propósito de explorar o potencial económico de uma das maiores riquezas escondidas nos ecossistemas florestais portugueses: os cogumelos silvestres.
 
O projeto vai ser, este mês, candidatado em QREN, através do “Compete – Programa Operacional Fatores de Competitividade” e tem por objetivo fomentar, na região interior centro do país, “a produção de inóculo de cogumelos silvestres nativos e investigar as condições para a produção de trufas – fungos do solo que formam cogumelos subterrâneos, cujo preço nos mercados internacionais varia entre os 400 e os 500 euros por quilo”, explica a BLC 3. 
 
A iniciativa resulta de uma articulação entre esta plataforma, o Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra e a Voz da Natureza, uma empresa com actividade na área da investigação científica e tecnológica para o desenvolvimento de produtos inovadores).

Pretende-se, assim, impulsionar a criação de uma nova economia regional valorizando o território e os seus recursos, o que poderá passar pelo nascimento de um Centro de Micologia Aplicada. 

 
A BLC 3 alerta para o facto de a exportação deste tipo de produtos constituir um grande potencial, pelo que será útil seguir os exemplos de países como Espanha, França e Itália e criar, em Portugal, fluxos comerciais significativos nesta área – que até agora não existem – gerando atividades empresariais com elevado retorno económico. 
 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close