Ambiente

Projeto português quer revolucionar agricultura urbana

Noocity, uma start-up que quer revolucionar a agricultura urbana com um equipamento que facilita o cultivo de produtos hortículas em prédios, é a grande vencedora do 8.º Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves.
Versão para impressão
Noocity, uma start-up que quer revolucionar a agricultura urbana com um equipamento que facilita o cultivo de produtos hortículas na cidade, é a grande vencedora do 8.º Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves.

Este projeto 100% português vende camas de cultivo equipadas com um reservatório de água que garante a irrigação ao longo de três semanas. Estas estruturas também captam a água da chuva e possuem um sistema de ventilação que garante as condições ótimas de crescimento das hortaliças em ambiente biológico.

Estas camas, que estão à venda a partir dos 148 euros, podem ser colocadas em varandas ou em qualquer outra zona exterior de um apartamento. O equipamento já está a ser usado, por exemplo, no terraço no hotel de 4 estrelas, Dom Henrique, no Porto, onde a equipa do restaurante planta especiarias e vegetais. 
 

A Noocity concorreu ao Prémio Indústrias Criativas na categoria Arquitetura e Artes Visuais. Para além de receber o prémio pecuniário de 25 mil euros, a empresa vai representar Portugal no Creative Business Cup (CBC, Copenhaga, Dinamarca), competição internacional que premeia a melhor ideia de negócio entre empreendedores de mais de 50 países. Este evento está agendado para os dias 20 e 21 de Novembro.
 


Na mesma categoria, o júri distinguiu a marca Bio Boards com uma Menção Honrosa pelo compromisso de produzir todos os produtos, como skates ou pranchas de surf, com o mínimo impacto ambiental, para os quais são escolhidos materiais reciclados, recicláveis, reutilizáveis e biodegradáveis, sendo que a cortiça portuguesa é o material de eleição.

O responsável por este negócio “amigo do ambiente”, Ricardo Marques, engenheiro ambiental de formação, apostou ainda na componente estética dos produtos que podem ser 100% personalizáveis. 

 
A última distinção dos prémios – a Distinção de Categoria – foi para Book in Loop, uma solução digital que promove o conceito da economia de partilha, ligando quem tem a quem mais precisa já que promove a reutilização de livros escolares (e por consequência ajuda a gerir o orçamento familiar no início de cada ano letivo).

É uma plataforma que nasceu na incubadora do Instituto Pedro Nunes (Universidade de Coimbra), pela mão de João Bernardo e é suportada por uma rede de postos com dispersão nacional. 

 
A 8.ª edição do Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock / Serralves recebeu um total de 168 candidaturas, distribuídas pelas quatro categorias, Arquitetura e Artes Visuais; Conteúdos e Novos Media; Música e Espetáculo; e Turismo e Património. 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close