Sociedade

Projeto ajuda a combater insucesso escolar jovem

O projeto "Mentores EPIS" é uma plataforma online gratuita que vai ser lançada em Setembro e que pretende ajudar professores e outros técnicos da área da educação em todo o país a combater o insucesso escolar entre os mais jovens.
Versão para impressão
Uma nova plataforma online gratuita vai ajudar professores e outros técnicos da área da educação em todo o país a combater o insucesso escolar entre os mais jovens. O projeto “Mentores EPIS” vai ser lançado em Setembro e pretende dar mais eficácia ao trabalho das instituições escolares junto dos alunos do 2º e 3º ciclos.

A ferramenta digital permite aos docentes sinalizar os alunos em risco de abandono escolar, através da criação de uma base de dados, fazer uma avaliação mais exata dos seus resultados e criar estratégias de incentivo à educação.

O novo projeto da Associação Empresários pela Inclusão Social (EPIS) pretende desenvolver uma maior proximidade entre os alunos e os técnicos de educação, através de uma avaliação que tem por base não só os resultados escolares, mas também o contexto social e familiar do jovem em risco.


O programa do “Mentores EPIS”, que terá uma duração entre os dois e os três anos, está direcionado para alunos com idades entre os 10 e os 15 anos. Os conteúdos que deverão ser aplicados ao 2º e 3º ciclo têm como objetivos intervir em tempo útil junto dos jovens e torná-los capazes para a vida.

Projeto-piloto vai demorar quatro anos

“Estamos agora a lançar um projeto-piloto no 1º ciclo, que vai demorar quatro anos, porque vai acompanhar os quatro anos de escolaridade”, explica Diogo Simões Pereira, diretor-geral da EPIS, citado pela agência Lusa.


O responsável acredita que o combate ao insucesso escolar deve ser desenvolvido desde cedo, “começando a intervir ainda na fase em que são crianças”.

O “Mentores EPIS” que vai trabalhar junto do 2º e 3º ciclo pretende ajudar os alunos em risco a gerir as suas “competências sociais e pessoais, um projeto de vida, o tempo, os seus hábitos e a autorregular a impulsividade, ansiedade e o ‘stress’, para que depois, no contexto de sala de aula, tenham capacidade de tirar partido do que aprendem para terem sucesso escolar”.

A associação EPIS foi criada em 2006 para dar resposta a vários problemas de inclusão social entre a sociedade portuguesa. Com o apoio de mais de 250 empresas, o grupo tem vindo a criar programas de estágio para os mais jovens, bolsas sociais e programas de motivação incentivo à criação de uma carreira profissional entre esta camada.

Clique AQUI para aceder à apresentação do projeto “Mentores EPIS”.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close