Saúde

Programa melhorou saúde de 1.170 diabéticos lusos

Cerca de 1.170 portugueses com diabetes participaram, em 2012, no programa "Juntos é Mais Fácil", cujo objetivo é acompanhar pessoas com esta doença na adoção de estilos de vida mais saudáveis. A iniciativa teve resultados positivos.
Versão para impressão
Cerca de 1.170 portugueses com diabetes participaram, em 2012, no programa “Juntos é Mais Fácil”, cujo objetivo é acompanhar pessoas com esta doença na adoção de estilos de vida mais saudáveis. A iniciativa teve resultados positivos para todos os participantes permitindo que estes perdessem, em média, dois quilogramas e diminuíssem em três centímetros o perímetro abdominal.
 
 O “Juntos é Mais Fácil” arrancou em 2011 como projeto-piloto mas só o ano passado foi implementado a nível nacional. No âmbito do programa, os médicos de família de Unidades de Saúde de todo o país selecionaram pessoas com diabetes com base em critérios como o excesso de peso e a necessidade de alteração do estilo de vida.
 
Os pacientes e as suas famílias foram, então, convidados a participar em sessões ministradas por enfermeiras que lhes deram formação e informação, ensinando-os a levar a cabo mudanças que contribuam para que vivam melhor com a sua doença.
 
Estas sessões de formação e workshops, que decorreram ao longo de seis meses, forneceram aos participantes informações sobre como alterar, de forma simples, os seus hábitos diários, perdendo peso, adquirindo um estilo de vida mais saudável e evitando complicações adicionais associadas à diabetes.
 
O projeto, que envolveu quase 1.200 pessoas com diabetes, contou com a colaboração de 350 profissionais de saúde e 84 organismos. No seu decurso, adianta a organização, foi possível registar uma melhoria no controlo da doença, com uma redução significativa da hemoglobina HbA1c entre o início e o fim do programa graças às alterações na rotina.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, João Filipe Raposo, diretor clínico da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), salienta que “é fundamental as pessoas com diabetes terem um apoio próximo e frequente que vai além do proporcionado pela consulta médica regular”.
 
“É necessário o envolvimento de uma equipa multidisciplinar devidamente treinada em competências educativas. A ajuda que precisam para alterar a forma como encaram a doença, os seus comportamentos e estilo de vida é bastante bem conseguida pelo projeto”, acrescenta.
 
Este programa é organizado pela Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, Sociedade Portuguesa de Diabetologia, conta com o patrocínio da Direcção Geral da Saúde e do Programa Nacional para a Diabetes e com o apoio da Novartis.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close