Saúde

Probiótico Lactobacillus previne infeções em crianças

Um novo estudo independente, publicado na revista Pediatrics, comprova que é possível prevenir infeções respiratórias e gastrointestinais em crianças, através da administração preventiva diária do probiótico Lactobacillus reuteri protectis.
Versão para impressão
Um novo estudo, publicado em Março, na revista Pediatrics, indica que é possível prevenir infeções respiratórias e gastrointestinais em crianças, através da administração preventiva diária do probiótico Lactobacillus reuteri protectis. 
 
Este estudo, que envolveu 336 crianças, com idades compreendidas entre os 6 meses e os 3 anos de idades, veio provar que as crianças saudáveis que frenquentam creches têm menos probabilidade de contrair infeções do foro respiratório ou gastrointestinal, quando lhes é administrado, preventivamente, um suplemento diário de Lactobacillus reuteri protectis – probiótico pode ser encontrado, por exemplo, nos iogurtes. 
 
Durante três meses, o grupo de crianças que recebeu este suplemento diário teve menos 67% de dias com diarreia ou infeções do trato respiratório, do que o grupo placebo. Mesmo quando as infeções eram registadas, a duração era sempre menor, comparativamente ao grupo placebo (menos um dia no caso da diarreia e menos três dias em casos de infeções respiratórias.) 
 
Um comunicado enviado ao Boas Notícias, na passada terça-feira, revela que ao longo do estudo, registaram-se, no grupo placebo, 69 episódios de diarreia e 204 infeções respiratórias e no grupo probiótico registaram-se 42 episódios de diarreia e 93 infeções respiratórias.

As crianças que tomaram Lactobacillus reuteri protectis tiveram, ainda, menos casos de febre, tomaram menos antibióticos e faltaram menos à creche. Esta diferente entre os grupos continuou até três meses depois da administração. 

 
Menos custos socioeconómicos
 
Estas infeções respiratórias e do trato intestinal nas crianças têm custos elevados para os pais e para a sociedade, associados às idas a médicos, urgências, aos preços dos medicamentos e a falta à creche e ao trabalho. Desta forma, os investigadores concluíram que ao administrar diariamente Lactobacillus reuteri protectis, o número e a duração destas infeções reduz, o que permitiu aos pais e à comunidade uma redução significativa dos custos. 
 
“Estas conclusões vêem ao encontro de estudos anteriores que comprovem que o uso preventivo diário de Lactobacillus reuteri protectis pode ser valioso para as famílias e para a sociedade”, conclui o Dr. Gutiérrez-Castrellón, Chefe da Unidade de Investigação Translacional em Nutrição Pediátrica do Hospital Geral Dr. Manuel Gea González e Professor Universitário de Saúde Pública da Faculdade de Medicina ULSA no México.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close